PRF apreende carga de cocaína avaliada em mais de 37 milhões de reais

A droga tinha como destino o Rio de Janeiro

Segurança Pública Em 05/10/2020 15:00:37

Na manhã desta segunda feira (05), por volta das 10h20, a PRF apreendeu aproximadamente 323quilos de cloridrato de cocaína na Rodovia Presidente Dutra, em Arujá. A droga estava no porta malas de um GM Spin, que era conduzido por um homem de 24 anos, com destino ao Rio de Janeiro.

Durante fiscalização no Km 204 da BR-116, em Aruja/SP, os policiais rodoviários federais deram ordem de parada para um veiculo GM/Spin, placas de Sao Paulo. Durante a abordagem, o motorista, de 24 anos, demonstrou estar incomodado com a atuação policial, e ao ser indagado sobre a origem, o destino e os motivos da viagem, forneceu informações desconexas, elevando o nível de suspeita.

As respostas evasivas do motorista levaram os policiais a realizarem uma vistoria minuciosa no interior do veiculo, obtendo sucesso em localizar 296 tabletes de cloridrato de cocaína, que estavam distribuídos no porta malas e sobre os bancos.

Ao ser questionado sobre a droga, o motorista informou que pegou o veículo em um posto de combustível na cidade de Diadema/SP e tinha como destino final a cidade do Rio de Janeiro/RJ, e que receberia a quantia de 15 mil reais pelo transporte.

Diante dos fatos, o indivíduo, o veiculo e a droga foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil em Aruja.

A droga ainda está sendo pesada, porém estima-se um peso de aproximadamente 323 quilos. Esta apreensão gera um impacto financeiro ao crime organizado na ordem de 40milhões de reais.

O cloridrato de cocaína é o primeiro produto obtido a partir do refino da pasta base de cocaína. É impróprio para o consumo devido ao seu alto teor corrosivo.

Chegando no mercado consumidor, a droga deveria ser misturada com outros produtos para ser revendida aos usuários.

 

atualizado às 17h29 05/10/2020