Prefeitura desapropria e assume o Igaratá Social Clube

O decreto desapropria também as instalações da antiga API

Cidades Em 29/06/2018 21:56:42

O prefeito Celso Palau assinou no último dia 26 de junho o decreto de desapropriação das instalações do Igaratá Social Clube e da Associação Promocional Igaratense (API). Ambos espaços, localizados no centro da cidade, passarão a fazer parte do patrimônio municipal vinculados às secretarias da educação e de esportes. Os espaços foram desapropriados através dos decretos N° 32 e 33/ 2018, publicados no Diário Oficial do Município na internet.

Implantadas na época da transferência da cidade, as duas entidades estavam em situação precária, atoladas em dívidas e sem qualquer ação que atendesse os objetivos para os quais foram criadas. Com a desapropriação os imóveis retornam ao patrimônio da municipalidade uma vez que em 1969 foram entregues às entidades sem nenhuma exigência.  Ao longo dos últimos anos, em consequencia das sucessivas crises econômicas e falhas das administrações, os prédios foram deteriorando e subutilizados, gerando dívidas trabalhistas e tributos em atraso.

Com as duas propriedades a atual administração municipal pretende desencadear o projeto “Educa em Ação”, disponibilizando os espaços para uso da população. A estrutura do Clube, além de sediar da secretaria de Esportes, já dispõe de quadra esportiva, piscina e salão de eventos onde poderão ser realizados cursos e formaturas. O prédio da API, já abriga um refeitório para funcionários da prefeitura e poderá sediar cursos e oficinas de qualificação profissional.

Ao assinar o decreto de desapropriação o prefeito Celso Palau destacou o importante papel que as duas entidades desempenharam ao longo dos anos na cidade: - A API, disse ele, foi o berço onde muitas crianças e jovens se profissionalizaram. Durante anos ali foram realizados cursos de marcenaria, cozinha, artesanato e foi um local espetacular para as crianças no contra horário da escola. E o Clube, registra o Prefeito, foi cenário de namoros, amores e o aprendizado sadio de esportes como natação, o futebol de salão e vôlei.

- O mais importante, conclui Palau, é que a Prefeitura assumirá a administração desses espaços, liquidando as dívidas trabalhistas do Clube e a gestão do prédio da API, já que a entidade está praticamente extinta desde a administração anterior. O programa “Eduque em Ação” será uma parceria das secretarias de educação e de esportes trazendo de volta estes espaços para a população e acrescentando benfeitorias e lazer para todos os cidadãos.