Política: Guerra de Acusações

Vereador Reinaldo Nunes acusa a secretária Sandra Igarasi de enriquecimento ilícito, após ser apontado como responsável pela prática de concussão quando exercia o mesmo cargo na Prefeitura

Política Em 08/11/2019 22:33:41

Na quarta-feira, dia 06/11, o vereador Reinaldo Nunes convocou uma coletiva de imprensa para revelar um suposto esquema de corrupção dentro da Prefeitura de Santa Isabel. Segundo o Parlamentar, a atual secretária de Meio Ambiente, Sandra Igarasi, é a responsável técnica por obras que são aprovadas em até 3 dias. “Quem vai querer contratar um técnico comum, se a secretária oferece a máquina a seu favor?”, questionou.

Para Reinaldo, Sandra usa o seu cargo na administração pública para conseguir novos empreendimentos como arquiteta e isso caracteriza enriquecimento ilícito, tráfico de influência, prevaricação e improbidade administrativa.  “E não é só isso, ela pegou o laudo do IGC (Instituto Geográfico de Cartografia)de uma obrajá aprovada e colocou no processo da Cooperativa de Leite, para conseguir aprovação da mesma em três dias”, disse. 

Reinaldo garante que Sandra tem 12 processos em aberto na prefeitura e quatroestão na mesa do SecretárioMarquinhos Pelican. “Foi o Marquinhos quem me contou que ela usou o documento de uma obra em outra ainda em análise”, disse.

Reinaldo pode ser preso

Ontem, dia 08/11, Sandra Igarasi protocolou na Delegacia de Santa Isabel um pedido de abertura de inquérito policial para apuração das condutas de Reinaldo, que podem configurar o crime de calúnia ou até mesmo denunciação caluniosa, este último com pena que chega a oito anos de reclusão, mais a multa.

Sandra garante que não assumiu nenhuma nova obra depois que foi nomeada secretária de Meio Ambiente em 18/03/2019 e, mesmo depois de assumir o cargo, não obteve vantagens, ou aprovação de processo em três dias.

Para Sandra, as ações do Vereador são notoriamente uma distração para o fato de que que ele é alvo de uma CPI, em que as investigações levantam suspeitas de crime de concussão praticado por Reinaldo Nunes, no período de 2017 a 2018, quando ele ocupou a função de secretário de Meio Ambiente. Concussão é o crime praticado por funcionário público que exige para si, ou para outros, direta ou indiretamente, qualquer tipo de vantagem.

“Ele não disse a verdade”, afirma Marquinhos

Com o sistema Aprova Fácil aberto na tela do computador, o secretário de Obras e Planejamento, Marquinhos Pelican, contesta o discurso de Reinaldo. 

“A Sandra deu entrada no processo da Cooperativa no dia 21/02 às 15h12, sua RRT – Registro de Responsabilidade Técnica está datada do dia 19/02. Mesmo depoisde nomeada secretária, o processo não sofreu alterações que comprometessem sua ética e conduta profissional. E o mais importante, nenhum processo foi aprovado em três dias”, descreve.

Marquinhos mostra que o processo da Cooperativa terminou em setembro de 2019, meses depois de ter sido inserido no sistema. “Aqui na secretaria cada processo passa pela análise de diversos técnicos antes que chegar para minha apreciação, ninguém aqui trabalha sozinho ou tem privilégio. Não prejudicamos profissionais da área”, ressalta.

Sobre o laudo do Instituto Geográfico de Cartografia, que Reinaldo garante que Sandra usou o documento de uma obra, para aprovar a da Cooperativa, Marquinhos nega veementemente que tenha dito isso para o Parlamentar. O Secretário explica que este processo se refere a um desdobramento de terreno. “Não tem obra, por isso não precisa de laudo do IGC. E a legislação permite que em caso de desdobramento o processo seja autorizado pelo próprio município em até dez partes”, afirma.

Em 18/10/2019 a equipe técnica de obras, atendendo uma denúncia, esteve na área da Cooperativa para verificar a existência de uma obra. “Tratava-se de um reboco na calçada conforme foto anexa no relatório da visita técnica”, mostra.

O Sistema Aprova Fácil foi inaugurado há cerca de dois anos, antes 30 profissionais da área de arquitetura e construção tinham cadastro de atuação na cidade, hoje já são 184. “O sistema é transparente, o profissional acompanha pela internet o andamento de seu processo, quais documentos faltam e qual a progressão de cada etapa”, finaliza Marquinhos.