Perigo na Praça da Juventude

“Até cavalo já caiu no córrego”, dizem os moradores que temem por suas casas

Cidades Saúde Segurança Pública Em 13/04/2017 20:43:35

Reportagem: Érica Alcântara

 

Inaugurada em agosto de 2016, a Praça da Juventude “Dênis Cordeiro dos Santos” em Arujá ainda oferece riscos aos frequentadores. É o que dizem os vizinhos da área de lazer, os moradores da Rua Serra do Itapeti, no Bairro Mirante. 

Entre a Praça e os fundos de algumas moradias existe um córrego que recebe a água captada pela rede pluvial da área de lazer. “Moramos aqui há mais de dez anos, o volume da água era intenso em dias de chuva, mas aumentou no ano passado. Um dos moradores perdeu tudo que tinha numa enxurrada e abandonou a casa que hoje não passa de escombros cercados pela prefeitura”, conta Maria Kátia Angélica dos Santos Gomes, 47.

Como não existe grade de proteção entre a praça e o córrego, Kátia conta que é comum bolas de futebol e até os animais, como cães, gatos e cavalos que circulam por ali, caírem no curso d’água. “O desnível do terreno confunde a vista da pessoa, qualquer criança está sujeita a cair no córrego que, atualmente, transborda com frequência”, reclama Kátia.

A idosa Maurina Angélica dos Santos, 75, mãe de Kátia, revela que o muro do quintal e o banheiro de sua casa desmoronaram na última enxurrada. Mas o terreno da sua área está gradativamente rebaixando e os muros das casas vizinhas apresentam rachaduras de mais de 2cm de largura. “A gente dorme com medo”, conta Maurina, acrescentando: “O meu terreno está legalizado, pedimos ajuda para a prefeitura que nos orientou fazer um muro de arrimo, mas como faremos se eles ainda não arrumaram os tubos quebrados da rede pública?”, questiona.

Kátia destaca que há anos reclama com a prefeitura a falta de manutenção no córrego, mas até o momento não obteve retorno. “A água é suja, atrai muitos ratos, que por sua vez atraem cobras, a somatória disso resulta na exposição de nossas crianças aos perigos provocados pela falta de cuidado da municipalidade”, finaliza.

A Secretaria Municipal de Obras esclarece que os serviços necessários vêm sendo realizados no local, respeitando os procedimentos regidos pela legislação. Um exemplo disso foi a conclusão da Praça da Juventude "Denis Cordeiro dos Santos", que recebeu o investimento de R$1.778.709,35 e exigiu uma série de obras de infraestrutura no entorno do local. “Contudo, os trabalhos continuarão a ser executados no córrego”, destaca.

A Secretaria Municipal de Habitação informa que o local não foi mapeado como área de risco pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e não há registro de invasões no local, os lotes estão legalizados.