PAs Central e do Barreto registram mais de 56 mil atendimentos em quatro meses

Saúde Em 25/09/2013 02:16:18

Reportagem: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Arujá

 

As unidades de Pronto Atendimento (PA) Central e do Parque Rodrigo Barreto registraram, de maio a agosto, um total de 56.196 atendimentos médicos. Neste mesmo período, foram realizados 303 partos na Maternidade Municipal. O balanço foi apresentado segunda-feira (23/09), na Câmara Municipal, em audiência pública para a prestação de contas do quadrimestre.

         O relatório do Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (CEJAM), que administra as unidades, aponta que nos últimos quatro meses o PA Central atendeu 36.522 pessoas, enquanto o PA do Barreto registrou 19.674 atendimentos. Nos dois PAs, as consultas com maior número de pacientes foram as de clínica médica (41.582), pediatria (13.667) e ortopedia (947).

Considerando a demanda por município, o PA Central atendeu 27.584 arujaenses, 7.998 cidadãos de Itaquaquecetuba, 993 de Guarulhos e 277 de Santa Isabel, entre outros. “As unidades são mantidas exclusivamente com recursos municipais, no entanto, temos uma crescente demanda de pacientes das cidades vizinhas”, observou a secretária de Saúde, Clarinda Carneiro.

Já na maternidade, somados aos do início de setembro, os 303 partos feitos entre maio e agosto elevaram para 3 mil o total de bebês nascidos em Arujá, na unidade municipal. A demanda de pacientes no quadrimestre chegou a 2.535, sendo deste total 2.285 arujaenses, 210 moradoras de Itaquaquecetuba, 20 de Guarulhos e 13 de Santa Isabel, entre outras.

         Investimento

Nos últimos quatro meses, a cidade de Arujá investiu 30,80% (R$ 14.234.782,14) de seu orçamento na saúde pública, mais que o dobro do que é exigido pela Constituição Federal (15%). O montante foi aplicado em ações voltadas para a manutenção e melhoria dos serviços oferecidos pela Secretaria Municipal de Saúde.

Entre os maiores investimentos da Secretaria de Saúde estão os relacionados ao funcionamento da Maternidade Municipal e dos Pronto Atendimentos Central e do Parque Rodrigo Barreto. Também receberam grande fatia do recurso investido o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), implantado em abril, e a MPA Remoções.

A secretária Clarinda destacou na oportunidade que, embora sejam expressivos, os recursos destinados à Saúde, em sua maior parte, acabam sendo aplicados na manutenção dos serviços: “Temos gerenciado o orçamento de forma coerente”. “Dentro das possibilidades, e com o apoio da Câmara, também estamos fiscalizando e buscando melhorar o atendimento”, concluiu.

Estiveram presentes à audiência pública os vereadores Júlio do Kaikan, Rogério da Padaria e Gil do Gás.