Palau quer estender a obra do desvio

O prefeito Celso Palau admitiu essa semana que está em negociações com o Banco do Brasil no sentido de obter financiamento para levar a estrada alternativa do desvio até o Jd. Panorama, integrando definitivamente a população isolada do pedágio ao núcleo central de Igaratá.

Cidades Em 16/08/2019 19:45:16

O prefeito Celso Palau admitiu essa semana que está em negociações com o Banco do Brasil no sentido de obter financiamento para levar a estrada alternativa do desvio até o Jd. Panorama, integrando definitivamente a população isolada do pedágio ao núcleo central de Igaratá.

Essa semana a empresa contratada pela Prefeitura para a pavimentação da estrada alternativa iniciou os trabalhos de colocação das calçadas. A expectativa é que os três quilômetros contratados se transformem em uma pista de caminhada e também de ciclistas já que terá tráfego de baixa intensidade em razão dos limitadores de altura que impedirão o fluxo de caminhões. 

O plano do Prefeito é obter o financiamento oferecido pelo BB através do programa “Município Eficaz” que permite o parcelamento com juros subsidiados proporcionais à capacidade de endividamento da Prefeitura. – Tudo dependerá da Câmara que terá de aprovar uma autorização para o financiamento. Mas acredito que vamos conseguir essa liberação porque todos os vereadores querem o melhor para o município.

Palau destaca que o recurso poderá servir ainda para financiar a implantação de um cinturão eletrônico na cidade de modo a permitir o monitoramento de todas as entradas e saídas do município, aumentando a segurança da população. - Todas as cidades do Vale do Paraíba estão tomando essa providência. Trata-se do uso de câmeras e monitoramento 24 horas por dia conectado aos sistemas de segurança do Estado. Se não fizermos isso ficaremos expostos e sujeitos ao banditismo que fugirá das demais cidades da região.

Segundo Palau Igaratá poderá contrair um empréstimo de até 5,5 milhões, mais que o suficiente para concluir toda a estrada com o mesmo padrão que estão sendo feitos os primeiros três quilômetros, financiar o cinturão de segurança e a instalação dos equipamentos de segurança necessários para o Paço Municipal.