Palau propõe bonificação para funcionários

Projeto de lei propõe 30% do salário mínimo nacional aos profissionais que atuam no combate à pandemia.

Cidades Em 26/06/2020 17:45:28

Na última quarta-feira foi lido na Câmara Municipal de Igaratá um projeto de lei de autoria do executivo que concede aos servidores municipais da saúde, atuantes no combate à pandemia, uma gratificação temporária no valor de 30% do salário mínimo nacional.

A gratificação incidirá exclusivamente durante o período de pandemia do covid-19 e será lançada na folha de pagamentos dos beneficiados como “Pro-saúde”, no valor de 30% do salário mínimo nacional (R$313,50), que será pago aos funcionários que não tiverem faltas injustificadas durante o período trabalhado.

Segundo o prefeito Celso Palau, o benefício tem como fundamento a necessidade e a importância dos serviços de saúde prestados a população de Igaratá, que não pode ficar desamparada em meio a pandemia, e ao mesmo tempo um reconhecimento à dedicação dos servidores. 

O benefício será contabilizado a partir do dia primeiro de julho de 2020 com o término previsto para o dia 31 de dezembro do corrente ano nos termos do decreto legislativo 02/20, aprovado pelo Senado Federal no dia 20 de março passado.

Palau esclarece que os recursos necessários para o pagamento dessa despesa adicional serão provenientes das verbas e emendas parlamentares direcionadas ao combate da pandemia.