Palau busca mais oportunidades para Igaratá

A busca de soluções para o desemprego e a falta de oportunidade levou essa semana, o prefeito Celso Palau, de Igaratá, à Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho.

Política Empregos Cidades Em 19/05/2017 20:00:43

 

Numa audiência com o secretário José Luís Ribeiro e os coordenadores de todos os projetos desenvolvidos pelo órgão, Palau tomou conhecimento dos programas que podem ser aplicados no município, visando a geração de empregos, qualificação profissional e desenvolvimento econômico e social.

A primeira sugestão do Secretário foi a criação da Comissão Municipal de Emprego (CME), cuja existência é essencial para que haja investimentos do Estado na geração de emprego e renda. O Secretário José Luís apresentou documentos comprovando que, embora tenha sido criada por lei no município, a CME de Igaratá nunca saiu do papel, impedindo a implantação de iniciativas como o Banco do Povo, o Time do Emprego e cursos de formação profissional oferecidos pelo governo do estado.

A CME é um fórum de discussão e articulação de ações destinadas a gerar emprego, trabalho e renda. Reúne de seis a 18 representantes dos trabalhadores, empregadores e o governo municipal que acompanham e se articulam com outras comissões, conselhos municipais e com todos os segmentos da sociedade buscando sugestões, parcerias e recursos para novas ações.

Na reunião que teve a participação também do secretário de desenvolvimento de Igaratá, Benjamim de Lima, José Luis fez com que cada um dos coordenadores dos programas dissertasse sobre as atividades e oportunidades existentes para Igaratá à disposição na secretaria.

O Banco do Povo é um programa de microcrédito produtivo desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, em parceria com as prefeituras paulistas. Com um capital inicial de R$100.000,00, o banco empresta até R$20.000,00 a juros subsidiados (0,35%) a empreendedores produtivos para ampliar ou criar mecanismos de geração de emprego e renda. Podem ser beneficiadas pessoas físicas e jurídicas que contarão ainda com orientação empresarial, jurídica e financeira e terão prazo dilatado para quitação do empréstimo, além de período de 90 dias de carência para implantação da iniciativa.

Outros programas foram mencionados e sempre condicionados a existência da CME. Programa de Apoio à Pessoas com Deficiência; Jovem Cidadão; Aprendiz Paulista; Frente de Trabalho; Programa Estadual de Qualificação Profissional, com bolsas de R$300,00 para quem deseja qualificar-se; Time do Emprego vinculado à Comissão Estadual de Emprego e o PAT (Posto de Aparo ao Trabalhador) esse destinado a municípios com mais de 16 mil habitantes.

Ao deixar a Secretaria o Prefeito Celso Palau recebeu todo o material necessário para habilitar o município a receber os programas e determinou à sua assessoria presteza em assinar os convênios de modo a, o mais breve possível, estender os benefícios à população de Igaratá.