Os segredos de um craque

Isabelense de criação, o jogador de futebol Éverton Ribeiro fala da carreira, família e desejos para o futuro

Esportes Perfil Em 15/07/2016 21:52:45

Reportagem: Bruno Martins

 

Embora tenha conquistado uma carreira promissora no futebol, Éverton Ribeiro não esqueceu suas origens e sempre que pode volta para Santa Isabel para rever familiares, amigos e a cidade onde marcou os primeiros gols da carreira. Numa breve passagem pelo Brasil após um período de férias do campeonato dos Emirados Árabes, em Dubai, o craque falou de seus planos para a vida que incluem Santa Isabel e a esperança de voltar a defender a Seleção Brasileira. 

Numa profissão de altos e baixos, Éverton pode estar consideravelmente em um ponto alto da carreira. O Jogador enfrentou no início da profissão o drama da segunda divisão do campeonato Brasileiro, pelo Corinthians em 2008, o esquecimento por dois anos nos bancos de reserva no São Caetano e garimpando o destino, sozinho em 2011 no Coritiba, conseguiu por dois anos seguidos ser campeão Paranaense e com um gol de cabeça colocou o time na final da Copa do Brasil de 2012, perdendo o título para o Palmeiras.  

Desde 2013, ele sobe na carreira para não descer mais, no Cruzeiro Esporte Clube, em Belo Horizonte - MG, Éverton conquistou o Campeonato Brasileiro por dois anos seguidos e pelo futebol impecável foi eleito nos dois anos o melhor jogador do campeonato. Já era certo de que logo ele atrairia os olhos do mundo e fez isso em 2015, quando assinou com o Al Ahli Club dos Emirados Árabes e logo no primeiro jogo marcou o primeiro gol pelo clube de Dubai. 

Agora já somam mais de 20 gols pelo clube em que neste ano ele foi campeão da liga dos Emirados Árabes com três rodadas de antecedência. Embora esteja sendo sondado por clubes brasileiros como São Paulo, Palmeiras e até pelo próprio Cruzeiro, Éverton disse que não tem previsão para voltar: “Estou feliz lá e está sendo uma experiência muito boa, aprender novas culturas em um país muçulmano. Não tenho pretensão de voltar ainda e também não fui procurado por nenhum destes clubes”, disse. 

A mudança na equipe técnica da Seleção Brasileira agora sobre o comando do técnico Tite reacendeu em Éverton a esperança de voltar a vestir a camisa canarinho: “Esperança sempre existe e espero uma nova oportunidade, torço para que o Tite monte uma equipe forte”, declarou. Para o jogador a Seleção tem olhado pouco para os profissionais que assim como ele estão na Ásia: “Não há sombra de dúvida que se eu estivesse em um clube brasileiro ou europeu eu teria mais chances de defender a Seleção”, completa. Éverton foi convocado pela primeira vez a Seleção principal em 2014. 

O craque esteve em Santa Isabel na semana passada para a realização do jogo beneficente que ele e amigos realizam há cerca de sete anos na cidade: “Já se tornou um marco na nossa cidade e na minha vida o futebol solidário que faço aqui com os amigos e familiares e é o que pretendo continuar fazendo por mais tempo”, diz. O jogo, Amigos 

de Éverton Ribeiro contra Amigos de Tiago Pereira arrecada em cada edição, alimentos que são doados a projetos sociais de Santa Isabel.  

Para Éverton que foi lançado profissionalmente pela Escola de Futebol da secretária de Esportes de Santa Isabel, o município tem mostrado grande potencial em revelar craques do futebol: “Desde a minha época já tínhamos bons jogadores que só não conseguiram seguir carreira por conta da dificuldade que é a profissão, mas mesmo de longe tenho acompanhado o sucesso de uma juventude como o Felipe Saraiva que estão conquistando o seu espaço”, declarou. O isabelense Felipe Saraiva assinou contrato neste ano com a equipe Sub-20 do São Paulo Futebol Clube.  

Éverton faz questão de agradecer todo o incentivo recebido pelo professor Manoel Rodrigues de Paula, o Sêu Neco: “Tenho o Sêu Neco como se fosse da minha família e o respeito muito pelo trabalho que ele desempenha há anos na escola de futebol de Santa Isabel”, disse.      

Casado com Marilia Nery com quem tem um relacionamento desde a época que estudavam na Escola Estadual Profª Laurentina Lorena Correa da Silva, em Santa Isabel, eles contam o segredo que os mantêm unidos há dez anos: “Temos Deus como base do nosso relacionamento, incentivando e apoiando qualquer escolha um do outro. Não temos filhos ainda, mas quem sabe em breve ”, revela em risos.

O jogador diz que para um futuro não muito distante, visa criar em Santa Isabel a Fundação Éverton Ribeiro, que buscará não só revelar novos talentos do futebol, mas de ajudar famílias necessitadas: “Ainda busco amadurecer essa ideia e formar uma equipe boa que ajudará na administração deste projeto, assim que possível ele sairá do papel” diz.

Éverton voltou para Dubai nesta semana onde se prepara para a próxima temporada de futebol da Ásia.