Novos procedimentos vão acelerar a aprovação de projetos de obras particulares

A Secretaria de Obras de Arujá está desenvolvendo novos procedimentos para acelerar a aprovação de projetos de construção civil particulare

Construção & CIA Cidades Em 28/08/2015 17:58:05

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Arujá

 

 

A Secretaria de Obras de Arujá está desenvolvendo novos procedimentos para acelerar a aprovação de projetos de construção civil particulares. Os detalhes foram apresentados a arquitetos e engenheiros da cidade nesta quinta-feira (27/08). A principal novidade é a implantação do sistema Projetos WEB para a tramitação das propostas.

Além do software desenvolvido pela empresa Sil Tecnologia, as medidas incluem a criação de uma Instrução Normativa que simplificará os pontos de avaliação dos projetos por parte da equipe da Secretaria a partir do início de setembro, e a mudança do fluxograma, fazendo com que as propostas sejam encaminhadas diretamente ao Setor de Análise.

“Junto à Associação (de Engenheiros e Arquitetos de Arujá – AEAAR), ficamos um ano e meio discutindo formas de aprovar projetos e concluímos que a melhor opção é andar junto com a tecnologia. Quando concluirmos os ajustes, haverá condição de aprovarmos em pouco tempo uma proposta que levaria meses”, explica o secretário municipal de Obras, Juvenal Penteado.

O sistema Projetos WEB deve ser liberado nos próximos meses. Até lá, continuará sendo submetido a testes para que possíveis correções e aprimoramentos sejam realizados.

De início, serão aceitos os projetos de residência simples (unifamiliar). Na sequência, por etapas, vão ser incluídas propostas de imóveis geminados, prédios comerciais, etc. Isso ocorrerá gradativamente, até que a apresentação tradicional seja completamente substituída.

 

Projeto físico

O sistema digitalizado não acabará com a necessidade de todos os projetos físicos serem entregues à Secretaria. “Essa passará a ser a última etapa. Vamos comparar o material físico com os que foram registrados no sistema e, se a documentação estiver de acordo, liberaremos a aprovação”, explica o secretário.

 

Evolução

Para quem trabalha dia a dia criando projetos, os novos procedimentos significam um avanço. “Acho uma evolução enorme, um facilitador. Às vezes existe entrave e você tem de ir à Prefeitura para tirar as dúvidas. Agora não tem mais isso. É o sistema que aprova ou mostra o que falta ser feito. Sem contar que não terá mais aquela pré-análise de dois, três meses”, afirma o arquiteto Guilherme Cantarin Marcondes dos Santos.

A agilidade também foi destacada pelo presidente da AEAAR, Fábio de Jesus Julio. “A tecnologia está presente no nosso cotidiano e a cidade estava precisando de uma solução como essa. Vai revolucionar o nosso trabalho”, disse.