No Pé do Ouvido

por Redação

Crônicas Em 19/02/2021 23:08:55

IGARATÁ

INFLAÇÃO – O transporte de estudantes da rede municipal e estadual no município passou por um reajuste considerável. Contrato emergencial por 90 dias assinado na semana passada entrega a obrigação de fornecer combustível, motorista e monitores à empresa Gira Sol Transporte e Turismo, com tarifa de R$4,10 por km, isso totaliza no mês R$197.062,40.

INFLAÇÃO 2 – No ano passado essa obrigação era dos “perueiros” que recebiam em média R$1,90 por km trafegado. O recurso permanecia no município e gerava renda para profissionais da cidade. A empresa Gira Sol leva os recursos para Perdões, onde fica a sede da empresa, e recebe um total de R$ 100.000,00 a mais. E, aparentemente, leva de brinde um espaço público para guardar os seus ônibus.

TRANSPARENCIA – A vereadora Bruna Lourenço apresentou um requerimento solicitando informações referentes a acidentes com funcionários ou veículos e ainda se existe comissão interna para apurar eventuais ocorrência ou protocolos estabelecidos. Pedido similar havia sido feito na sessão anterior e rejeitado pelos vereadores da base de apoio do Prefeito.

TRANSPARÊNCIA 2 – Dessa vez o requerimento recebeu o apoio, além da autora, do vereador Gilliard que usou a tribuna para dizer que a administração pública não tem de esconder nada de ninguém. Com o voto dos dois e dos vereadores da oposição, o requerimento passou.

CONTRARIEDADE – O regimento interno do Legislativo igarataense está sofrendo alterações por conta da vontade do presidente Gilmar do Mercado. Na última sessão, depois que os vereadores da situação se alternaram em críticas ao governo anterior, o vereador Silvio Jorge pediu a palavra para se manifestar como líder de seu partido.

CONTRARIEDADE 2 – O presidente da Casa simplesmente ignorou o pedido e encerrou a sessão afirmando que não havia mais nada a tratar. 

DEU ERRADO – Comenta-se nas ruas de Pouso Alegre (MG) que entre as vítimas do furto de gado que resultou na prisão de pessoas de Igaratá e Santa Isabel, está um proeminente membro do judiciário mineiro. Dele furtaram cerca de 56 cabeças. O inquérito corre em segredo de Justiça no Fórum de Pouso Alegre.

SANTA ISABEL

COMISSÃO – A Câmara isabelense elegeu na última quinta-feira a sua comissão de ética destinada a avaliar o comportamento de todos os parlamentares, investigando e emitindo parecer acerca de suas atitudes como vereador. Todos os membros que compõem a comissão fazem parte do chamado G8, que reúne a oposição ao atual prefeito. Foram eleitos Zé da Mula, Van do Negavam e Chico do Mercado.

COMISSÃO 2 – A menos que a dança das cadeiras comece a girar, os membros da base de apoio ao prefeito terão de cuidar para evitar, entre outras situações, até mesmo o julgamento de seus mandatos. Cabe a comissão por exemplo pedir a cassação de mandato caso alguma atitude de um vereador seja considerada “Quebra de decoro” parlamentar.

COMISSÃO 3 – Um dos primeiros processos a ser investigado pela comissão poderá ser o acidente sofrido pelo vereador Marcos Cannor. Isso entretanto depende de solicitação de algum vereador, ou de um partido. A comissão terá de analisar o próprio acidente, a situação em que ele ocorreu e as manifestações do vereador após a ocorrência. Somente depois de analisar detalhadamente cada uma das condições deverá emitir parecer sobre a procedência ou não da eventual denúncia de quebra de decoro. A decisão final deverá ser do plenário.

COMISSÃO 4 – A existência da comissão de ética sempre foi necessária. Existiu no passado, mas foi deletada quando um vereador insistiu em fazer valer somente as suas opiniões e conseguiu a revogação da lei que foi reestabelecida na legislatura passada pelo trabalho do vereador Paulinho Investigador.

COMISSÃO 5 – Como deverá ocorrer na Câmara dos Deputados nos próximos dias diante do caso do deputado federal Daniel Silveira, cuja prisão foi decretada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). A comissão de ética deverá se reunir e decidir o futuro do deputado que extrapolou em sua manifestação nas redes sociais.

RESILIENTE – Apesar de ter de realizar cirurgia nos dois pés e na bacia, o vereador Marcos Cannor se nega a pedir afastamento de seu mandato para tratamento de saúde, abrindo espaço para o seu suplente, Cabo Sérgio Roberto. Nos corredores do Legislativo se comenta que Cannor, na situação atual, precisa dos subsídios que recebe como vereador e que perderia se se afastasse do mandato.

RESILIENTE 2 – Outra versão aponta que, como as sessões estão sendo virtuais, nada impede que Cannor trabalhe de casa, participando e votando em todas as sessões. Enquanto isso Cabo Sérgio fica aguardando um momento para assumir, pelo menos por uma semana, vereança almejada.

FILME REVISTO - A administração do prefeito Carlos Chinchilla que foi tão crítica no governo passado, em menos de sessenta dias de gestão vem fazendo o mesmo. Está usando a oportunidade para promover empregos para amigos e familiares. Usar assessorias de prefeitura vizinhas e cargos no gabinete de deputados é uma prática no mínimo imoral, para não dizer que é uma forma de driblar a Lei do Nepotismo.

PEGOU MAL – Foi confirmado os boatos da esposa do atual Prefeito como Assessora do Deputado Rodrigo Gambale do mesmo partido de seu marido PSL. As redes sociais bombaram o tema, a maioria já indignada com a situação política do município e do Brasil. Frases como: “Nada muda mesmo, depois que ganha primeiro são os parentes bem empregados”; “Que triste Doutor, o Senhor criticou tanto a Fabia pelo mesmo motivo, e faz igual? “; “Será que é para completar seu salário que ganhava como médico?”, foram quase unanimes.  

PEGOU MAL 2 – A repercussão só piorou quando no fim de uma noite dessa última semana a Primeira Dama entrou em uma das discussões em rede social para dar sua versão sobre o trabalho, escrevendo em espanhol algumas respostas para os internautas como quem diz que fala três idiomas e que trabalha desde os seus doze anos de idade, por isso ela tem capacidade para o novo cargo. 

PEGOU MAL 3 – Ninguém duvida da capacidade da Primeira Dama, aliás ela tem formação suficiente para assumir diversos cargos na prefeitura ou em empresas. Mas a sua condição de presidente do Fundo Social de Solidariedade, onde deve atuar como voluntária, fica comprometida com o seu novo cargo. Em um deles ela estará sendo omissa. Pior do que isso é se envolver em debates em rede social! Perdeu oportunidade de se manter em silencio!

SUPORTE TÉCNICO - Um dono de Jornal peso pesado e seu escudeiro Advogado andam circulando nos setores de licitação, compras e jurídico da prefeitura. Servidores já andam murmurando e reclamando das ordens que estão recebendo dos bom voluntários do prefeito.

FATO INUSITADO - Um ex secretário na Prefeitura ao cumprimentar o prefeito na entrada do Bairro onde mora, acabou sendo surpreendido com a reação da autoridade: lhe mostrou o dedo do meio. Os vereadores Zé da Mula e Anderson Cueca que assistiram a cena ficaram visivelmente constrangidos.