No Pé do Ouvido

por Redação

Crônicas Em 08/11/2019 22:42:12

SESSÃO LONGA – A Câmara de Santa Isabel teve na última terça-feira a mais longa sessão do ano. Houve o encaminhamento de seis projetos de lei, balancete e relação de funcionários; votou cinco moções com uma interrupção para fotografias; 15 requerimentos, e votação de quatro projetos que se transformaram em lei e mais uma interrupção para fotografias.

 

SESSÃO LONGA - E poderia ter sido mais longa ainda, caso o vereador Ademar Barbosa não tivesse pedido a dispensa da leitura das 21 indicações. Ao todo a sessão durou 5h45m. Desse tempo todo, pelo menos 45 minutos foi lavação de roupa suja, segundo explicações do próprio vereador Zico que acrescentou: “Aqui nós lavamos em público”.

TRANSPORTE – Tudo começou porque um dos requerimentos de autoria do vereador Zé da Mula questionava sobre a renovação emergencial do contrato com a viação Suzano, responsável pelo transporte coletivo no município. Segundo aparte de Jairo Furini, a Prefeitura está devendo mais de um milhão para a empresa de ônibus.

TRANSPORTE 2 – E acrescentou que até mesmo o atual vice Prefeito, Dr. Carlos Chinchila se manifestou através das redes sociais contra a situação da empresa de ônibus que atende ao município. Depois que ele fez a sua manifestação, o vereador Reinaldo Nunes decidiu usar a palavra e, como é de seu feitio, sugeriu que os vereadores estão alinhados com a empresa: “A falta de licitação é corrupção” disse ele.

TRANSPORTE 3 – Em sua fala sugeria que a presença do representante da empresa nos corredores do Legislativo significa que ele havia encontrado terreno fértil para corrupção. A sugestão que um “pacote estaria girando pela Câmara” causou indignação dos demais vereadores que foram à tribuna para manifestar o desagrado.

TRANSPORTE 4 – O vereador Paulinho pediu que Reinaldo se abstivesse de pronunciar o seu nome, destacando que sempre o respeitou como homem e como político, mas diante da insinuação de corrupção preferia limitar o seu relacionamento apenas durante os trabalhos como vereador. Paulinho contou ainda que, segundo os depoimentos na CPI que ele preside e que já encontrou provas encaminhadas ao Ministério Público, os funcionários do setor contam que Reinaldo conversava a portas fechadas com empresários e abertas com pessoas simples.

TRANSPORTE 5 – Paulinho também lembrou ao criticar o vereador Reinaldo pela linguagem “chula” utilizadas em suas manifestações. E pediu a aplicação do código de ética contra o Reinaldo por comportamento incompatível no parlamento ao insinuar que todos os vereadores são corruptos! E afirmou que vai apresentar provas e que Reinaldo que apenas desviar a atenção do processo que tramita contra ele!

TRANSPORTE 6 - Mais indignado ainda Clebão do Posto usou a Tribuna para somar um veemente discurso contra Reinaldo. Em sua opinião Reinaldo está medindo os outros com a própria régua, achando que todos, como ele, aceitam negociar para obter vantagens ilícitas.

TRANSPORTE 7 – Jairo Furini foi á Tribuna em seguida e se surpreendeu, segundo comentou, com o microfone totalmente ensopado de saliva. Para ele, ao invés de ir para as redes sociais criticar a gestão da Prefeita, deveria somar forças e ajudar na solução dos inúmeros problemas que a cidade está vivendo.

TRANSPORTE 8 – Mais comedido em seu comentário, o vereador Márcio Pinho foi à Tribuna na tentativa de aliviar as críticas ao Dr. Carlos Chinchila sendo interrompido pelo Presidente Luizão que reconduziu o tema. Márcio acabou também chamando a atenção de Reinaldo pelas insinuações garantindo que tem nome e família a zelar e que não pode aceitar sequer insinuações a respeito de estar envolvido em atos de corrupção. Márcio sugeriu substituir o “café por Rivotril” (NR: calmante) e acrescentou: “é deprimente”.

TRANSPORTE 9 – Com a mesma linha de raciocínio a vereadora Patrícia Simão ocupou a tribuna para defender o nome familiar e afirmar que, como integrante da CEI que apura irregularidades na gestão de Reinaldo na secretaria de Meio Ambiente, está percebendo que que a apuração demonstra que Reinaldo está “pior que a Lava Jato”.

TRANSPORTE 10 – O último a ocupar a Tribuna foi o vereador Zico. Depois de citar sua história de 20 anos como vereador, sem nenhum ato que o desabone, contou que quando ocupou o cargo de secretário de serviços, Reinaldo “encostou um caminhão de cor azul no pátio da Prefeitura e tirou de lá bloquetes que estão no Pouso Alegre. Eu mostro onde estão!” afirmou para, em seguida, dizer que também várias luminárias da Prefeitura sumiram. – Tudo isso está no Ministério Público que vai cassar o seu mandato! E encerrou sua fala com um veemente: “pede desculpas ao povo! Safado!”.

TRANSPORTE 11 – Depois de lavada toda a roupa suja, Luizão Arquiteto ocupou a Tribuna para lamentar as cenas que acabara de viver no plenário da Câmara: - Estamos vivendo o pior momento político de Santa Isabel. No mandato passado nós dizíamos que não tinha condições de ser pior, mas tem sim! É o que estamos vendo aqui e, desviando do tema criticou também o vereador Reinaldo por sua linguagem e deixou escapar também uma palavra pouco social.

TRANSPORTE 12 – Posto em votação, o requerimento foi aprovado por unanimidade.

FANFARRÃO – Na seqüência dos requerimentos foi lido um de autoria do vereador Reinaldo Nunes solicitando que a Sabesp explique as razões do mau cheiro na água que está sendo servida á cidade. Alguns vereadores se manifestaram em aparte. Quando Clebão do Posto ocupava a Tribuna para dizer que não havia necessidade de fazer requerimento para pedir explicações, Reinaldo erguendo um documento, afirmou que já tinha a resposta.

FANFARRÃO 2 – Foi o gatilho para Clebão explodir novamente. Chamando Reinaldo de fanfarrão disse que o Vereador faz requerimento e nem vai ler as respostas, faz apenas para ir às redes sociais dizer que está fazendo isso e aquilo, sem se importar com o que acontece em seguida.

MOÇÕES – Entre as moções votadas e aprovadas uma de aplauso ao Black Circus demorou mais tempo e sensibilizou a platéia. Um vídeo com a história da trupe foi apresentado mostrando que se trata de uma devoção em agradecimento a Deus por sua obra na vida dos proprietários e artistas. No final, inclusive com diálogos entre o proprietário do empreendimento e os vereadores ficou o compromisso do grupo de retornar todos os anos a Santa Isabel. A moção foi de autoria do vereador Paulinho Investigador e a votação encerrada com aplausos e interrupção da sessão para fotografias.

NOVO CIDADÃO – De autoria do vereador Ademar Barbosa foi aprovado por unanimidade a concessão do título de cidadão honorário ao empresário Luiz Carlos Santos (Luis Bode). Os vereadores destacaram a participação do empresário em vários momentos da vida do município como investidor, colaborador e incentivador das tradições mais consagradas da população. Estavam presentes familiares e amigos do homenageado que também obteve a interrupção da sessão para as fotografias.

VETO DERRUBADO – Já no final da noite, tendo sido dispensada a leitura das 21 indicações, os vereadores votaram a última pauta do dia: o veto da Prefeita à emenda modificativa proposta pelo vereador Ti Nagate alterando e acrescentando dispositivos à lei municipal que trata do Plano de Mobilidade Urbana no Município.  A proposta do Vereador cria o Conselho Municipal de Transporte, Transito e Mobilidade Urbana e o Fundo Municipal de Transporte, Transito e Mobilidade Urbana. Posto em votação resultou em empate de sete a sete, cabendo o voto de minerva ao presidente Luizão: “Eu havia prometido o meu apoio ao vereador Ti, portanto eu voto contra o veto”. (Assista a entrevista em vídeo sobre esse assunto no site do Jornal Ouvidor).

COLETIVA – Durante a coletiva de imprensa convocada pelo Vereador Reinaldo Nunes, o presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos, Rubens Barbosa, perguntou ao Edil qual era a data da RRT do processo de desdobramento da Cooperativa de Leite. Ele respondeu: “Dia 02/04/2019). Contudo, no sistema Aprova Fácil a data é de 19/02/19, antes da assunção da arquiteta Sandra Igarasi na secretaria de meio ambiente.

AMEAÇA – Médicos que prestam serviços na Santa Casa de Santa Isabel vão entregar na próxima semana um documento com uma série de reivindicações à diretoria da Irmandade. O não atendimento aos pedidos poderá ensejar a suspensão dos atendimentos ambulatoriais no hospital. O principal motivo dos constantes atrasos no pagamento aos médicos é a baixa remuneração dos atendimentos no Hospital e a demora nos repasses.