No Pé do Ouvido

por Redação

Crônicas Em 16/08/2019 21:37:20

IGARATÁ

CONFISSÃO – Uma das monitoras afastadas do serviço na Prefeitura de Igaratá com a descoberta do uso de documento falso para sua contratação, admitiu que comprou o diploma de uma pessoa que estava na praça 30 de dezembro, no centro de Igaratá.

CONFISSÃO 2 – Segundo ela, depois de ter sido aprovada no exame seletivo foi até a escola Cel.  Benedito Ramos Arantes e pediu o documento. Informada que teria de estudar encontrou uma pessoa lhe vendeu diploma escolar que apresentou para ser contratada no serviço público.

CONFISSÃO 3 – O depoimento evidenciou que a fraude no exame não foi um caso isolado e contou com a participação de outras pessoas. É o terceiro caso. A outra monitora afastada pelo mesmo motivo está fugindo da sindicância. Nunca é encontrada nos endereços de referência.

FRAUDE – Até agora são três casos que indicam a existência de fraude no concurso público. O terceiro caso foi o identificado pela Polícia Rodoviária Federal refere-se ao motorista que apresentou documento de habilitação falsificado. Ele está respondendo também criminalmente por falsificar documento oficial.

ENXUGANDO GELO – A notícia da condenação do ex prefeito Elzo de Souza publicada nesseo jornal na semana passada provocou uma correria. Um grupo de pessoas ligadas à política passou recolhendo os exemplares que estava disponíveis nos pontos de distribuição.

ENXUGANDO GELO 2 – Não adiantou. A notícia ganhou as redes sociais na internet e atraiu muito mais leitores que o jornal impresso. Fica os nossos agradecimentos pela divulgação de nossas redes sociais que bateram o Record de acessos na semana passada.

ENXUGANDO GELO 3 – Muitos internautas questionaram se o ex Prefeito se tornou inelegível. A resposta é simples: ainda não dá para saber. Só poderá saber quando e se requerer o seu registro como candidato nas eleições do próximo ano. Por enquanto qualquer resposta é mera especulação.

DINHEIRO – A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil estão oferecendo recursos para a Prefeitura de Igaratá e a oferta é simpática. Palau pensa em levar a pavimentação da estrada alternativa do pedágio até o Jd. Panorama, permitindo ida e volta por todo o município sem passar pelo pedágio.

DINHEIRO 2 – O financiamento é altamente positivo já que o Município foi condenado pelo Ministério Público do Trabalho a uma multa de mais de cinco milhões por ter contratado, em gestões anteriores à atual, funcionários sem concurso público. Em acordo com o MPTB, o prefeito Celso Palau conseguiu transformar a multa em investimento social no próprio município. 

SKATE – A que está sendo construída em Igaratá já esta nos arremates finais e deverá ser entregue aos adeptos do esporte nas próximas semanas.  Palau já anunciou que vai convidar o deputado André do Prado para a cerimônia, afinal foi dele a emenda parlamentar que financiou a obra.

SANTA ISABEL

 FESTA DO PEÃO – O Ministério Público informa que abriu um inquérito civil público solicitando que a empresa Markas, organizadora da 25ª  Festa do Peão de Santa Isabel, apresente todos os documentos que comprovem o cumprimento das leis que regem eventos dessa natureza. A empresa terá cinco dias para comprovar os cuidados necessários, caso contrário será impedida de realizar o evento marcado para começar no dia 29 desse mês.

COLETIVA – Na entrevista realizada na semana passada em resposta as denúncias formuladas pelo vereador Reinaldo Nunes uma pergunta da reportagem de Ouvidor não foi registrada. Perguntou-se se foram encontrados indícios de favorecimento ilícito ou propina nas investigações realizadas pela Comissão designada para apurar os fatos.

COLETIVA 2 – A resposta foi lacônica: a assessora de assuntos jurídicos limitou-se a dizer que a competência para esse tipo de investigação não é da Prefeitura, mas do Ministério Público com a ajuda da polícia. Essa semana Valesca Cassiano admitiu que antes do Vereador iniciar a gritaria, a empresa Serracon já havia sugerido a possibilidade de crime dessa natureza levando a sua assessoria a abrir uma sindicância.

COLETIVA 3 – A Serracon foi notificada para apresentar as provas contudo não retornou à notificação, optando por abastecer o Vereador Reinaldo Nunes com as pretensas provas que ainda não comprovaram nada.

RELATÓRIO – A secretária de meio ambiente de Santa Isabel, Sandra Igarasi, esclareceu que em menos de 15 dias examinou 40 processos de supressão de vegetação suspeitos entre os que foram licenciados pelo vereador Reinaldo enquanto ocupava o cargo de secretário da pasta. 

RELATÓRIO 2 – Dos 40, 39 eram indicados também como tendo ocorrido terraplanagem acima do volume e sem documentação. De todos eles 10 já estão incluídos no relatório de nulidade da licença concedida, e que os interessados terão de proceder à abertura de novo procedimento junto à CETESB visando novo licenciamento.

RELATÓRIO 3 – Essa semana, junto ao Ministério Público, ela espera que poderá concluir todas as analises encerrando esse episódio. Alguns proprietários atingidos pela cassação da licença concedida pelo ex secretário já procuraram a Secretaria de Meio Ambiente e renovaram os seus pedidos com a apresentação de novos documentos.

CONVOCAÇÃO – O vereador Reinaldo incitou em tribuna que a secretária do Meio Ambiente, Sandra Igarasi seja convocada, junto com demais funcionários que fizeram parte da comissão, para deporem apresentando os elementos que os levaram a concluir pelas irregularidades.

RESPEITO - Nessa semana o vereador Zé da Mula voltou a pedir respeito à comunidade católica especialmente à Igreja Nossa Senhora Aparecida (Aparecidinha). Ele criticou a última coletiva de Imprensa realizada pela Prefeitura isabelense que, em sua opinião, não deveria levantar suspeitas sobre eventual irregularidade na terraplanagem feita  sem ter concluído a apuração dos fatos.

RESPEITO 2 – Da Tribuna apontou ainda, que a questão da doação de mudas à igreja bem como a terraplanagem em volume superior ao que o município pode licenciar não deveriam ser divulgada sem provas conclusivas. O Vereador deveria dar a mesma sugestão a seu colega Reinaldo Nunes que fez gritaria sobre algo que, aparentemente não consegue comprovar.

RESPEITO 3 – Enganchado nas palavra de Zé da Mula o vereador Ademar Barbosa concordou e levantou uma questão importante. Não terá sido o padre Jaime, vigário da Igreja Aparecidinha, uma vítima do vereador Reinaldo? Não teria sido induzido a erro pelo ex secretário? Ademar concluiu desafiando Reinaldo a convocar a atual secretária de meio ambiente para dar explicações, provando que Reinaldo, como engenheiro civil, não sabe de nada.

CARANGUEJO – Da Tribuna o vereador Gabriel da Água cobrou o plantão na Delegacia de Santa Isabel no período noturno e nos finais de semana e feriados. Para ele a cidade está andando como caranguejo, dá um passo para frente e três para trás. O vereador Paulinho Investigador assinou com ele o requerimento de explicações.