No Pé do Ouvido

por Redação

Crônicas Em 07/06/2019 19:46:29

ARUJÁ

FÉRIAS – No mês de aniversário de Arujá, enquanto o povo comemora nas ruas com as atrações musicais e barracas de comes e bebes, o Prefeito José Luiz Monteiro aparentemente resolveu tirar férias. De 03 a 15 de junho supostamente passeia pelas terras de “Além Mar” com a família. Não temos informação se na história do município, desde a sua emancipação, algum prefeito eleito tirou férias do mandato. 

FÉRIAS 2 – Comunicada a Câmara e substituído pelo vice Márcio Oliveira, o Prefeito José Luiz deve receber salário reduzido pelo tempo em que se mantiver fora do cargo, conforme determina a Lei Orgânica do Município. Por tratar-se de ausência inferior a 15 dias, o prefeito não necessita apresentar justificativa ou pedir autorização ao Legislativo. 

FÉRIAS 3 – Neste período em que o vice-prefeito assume as funções administrativas não receberá acréscimo salarial. Para opositores, as férias são em si uma declaração pública de que Zé Luiz Monteiro não pretende se candidatar à reeleição, muito pelo contrário. Parece que já está ansioso para deixar o cargo, tão cobiçado pela campanha que já está acirrada.

FROZEN – A vereadora Cris do Barreto questionou na Tribuna como é que a Prefeitura de Arujá conseguiu economizar R$7 milhões com as creches ainda caindo aos pedaços, com vazamento e infiltração que fazem a necessidade de baldes ainda maior nas salas de aula. Salientou que espera mais resolutividade do Prefeito José Luiz Monteiro a partir do dia 15/06, quando ele deve voltar de onde estiver. “Vai voltar cabeça fresca depois de passear na neve”, disse. Se assim o for.... Let it go Zé!

CANDIDATOS – Na linha de frente já em notória dedicação ao processo eleitoral, o advogado Luiz Camargo já se apresenta empenhado. Uma pesquisa realizada na cidade, supostamente animou o comandante da Polícia Militar de Arujá, Capitão Rodrigo, que desde então tem se mostrado um dos queridinhos dos comerciantes. O vice-prefeito Márcio Oliveira também pode entrar na disputa que aparentemente contará com a presença de Gil do Gás. Todas especulações que podem, ou não, se confirmar nos próximos meses.

SIGILO – O vereador Rogério da Padaria procurou informações no Ministério Público referente ao andamento do processo que envolve a manutenção e infraestrutura das unidades de ensino de Arujá. Foi impedido de acessar o objeto sob a alegação de que o processo está em sigilo.

SIGILO 2 – Na Tribuna, Rogério questionou como um processo em que a Casa de Leis foi convidada a colaborar pode se tornar de sigilo de um dia para o outro. “Se fosse um caso envolvendo nomes de crianças eu entenderia, mas a infraestrutura dos imóveis qual a necessidade de se manter em sigilo?”, questionou.

OBSCURO – O vereador Castelo Alemão quer regular o que já é regulado no quesito transparência e acesso a informação, estranho é o modo como selecionou o procedimento futucando o inexistente artigo 256 da Constituição Federal, que é a Lei máxima do Brasil e que possui 114 artigos. Ainda não se sabe em qual torre encantada Castelo encontro o artigo 256.

POTÁVEL – A qualidade da água foi tema de debate entre os vereadores que, depois de ler alguns noticiários, não sabem se podem acreditar nos mesmos sobre a possível contaminação da água em Arujá. Em caso de dúvida o poder executivo pode contratar uma empresa especialista em coleta e análise de contaminação de solo e lençol freático para avaliar a situação em área de interesse.

POTÁVEL 2 – Há de fato uma preocupação na região metropolitana de São Paulo em relação ao impacto de indústrias, postos de gasolina, oficinas que fazem a troca de óleo etc, que são empreendimentos que podem ser agentes de contaminação de uma área de amplo aspecto. Mas para resolver a questão, ao invés de pedir ajuda a um Ministério em Brasília, o legislativo de Arujá pode apenas fazer um requerimento e pedir para a prefeitura fazer a parte dela. 

POTÁVEL 3 – Ou ainda, na dúvida, com um simples ofício, os vereadores podem pedir esclarecimentos à Sabesp, cujo retorno de informações é rápido e eficiente. Afinal, os relatórios de qualidade da água mensalmente são enviados pela Sabesp ao Ministério da Saúde e também são disponibilizados às Vigilâncias Sanitárias dos municípios. Além disso, os cidadãos podem conhecer esses resultados pelo site da Sabesp (www.sabesp.com.br).

SANTA ISABEL

CHINA – Os prefeitos e representantes do CONDEMAT estão animados com a viagem à China. A agenda incluiu encontro com empresas de diversos segmentos e cada interessada em investir no Brasil com tecnologia de ponta. Certamente o município que conseguir atrair um investimento em indústria será beneficiado com muitas oportunidades de emprego. Restará saber se a cidade terá mão de obra qualificada para atender as necessidades dos investidores.

ENCONTRO - Com o risco de perder o mandato com o andamento da comissão de investigação Reinaldo supostamente buscou socorro nos mais experientes. Testemunhas contam que ele foi visto num encontro amistoso, no hotel Tivoli em SP, com o ex-vereador Alencar Galbiatti e o vice-prefeito Dr. Carlos Chinchila, tomaram um café com o Deputado Campos Machado. Alencar quer a presidência do PTB para Reinaldo e garantir a soma de PTB, PSD e Chinchila, que cada hora está em um partido.

REMÉDIO AMARGO - O vereador Paulinho Investigador solicitou esclarecimentos à Secretaria do Estado de Saúde sobre o motivo do atraso da entrega dos medicamentos distribuídos pela Furp (Fundação para o Remédio Popular), laboratório farmacêutico oficial do Governo do Estado. Essa situação vem ocorrendo desde agosto do ano passado, o que gerou a falta de vários medicamentos nos Postos de Saúde do Munícipio.

REMÉDIO AMARGO 2 - Paulinho relatou que tem recebido muitas reclamações e pedidos de ajuda para comprar medicamentos. Em uma dessas solicitações ficou estarrecido ao saber que o remédio para tratamento de esclerose múltipla custa R$7.000,00. De acordo com Paulinho, a Prefeitura estuda a possibilidade de custear a reposição dos medicamentos, o que acarretará um custo superior estimado a R$200 mil/mês.

PROVOCAÇÃO - O vereador Márcio Pinho solicitou informações à Municipalidade se há projeto para ampliação do Ginásio de Esportes “Francisco de Souza”. O intuito da solicitação é cobrar da Prefeitura a promessa feita aos pais de alunos do judô que, em uma reunião realizada no início do ano, receberam da Prefeitura a promessa de disponibilizar uma área adequada para práticas do esporte e outras artes marciais.

PROVOCAÇÃO 2 - Márcio advertiu que em caso de resposta negativa a seu requerimento o que, em sua opinião vai acontecer, vai responsabilizar pessoalmente o Secretário de Esportes Thiago Pierre uma vez que já recebeu o recado de que "as portas da Prefeitura estão fechadas para ele". 

PROVOCAÇÃO 3 - Márcio avisou que vai buscar o Ministério Público lembrando que considera fato grave o tratamento diferenciado de vereadores. Ele observa que cada vereador representa a parcela da população que o elegeu.

PROVOCAÇÃO 4 - Em resposta, o vereador Paulinho observou que se a Prefeitura não tem dinheiro para arcar com despesa de medicamentos não teria dinheiro para arcar com os custos de obra de ampliação do Ginásio de Esportes já que o orçamento destinado ao esporte é dos mais baixos.

SUGESTÃO - O vereador Ti Nagate sugeriu que a Prefeitura procure entre os imóveis de sua propriedade, um em condições de abrigar as práticas de artes marciais citando inclusive a sede do "Viola Dourada". Já o vereador Van do Negavan se lembrou do prédio do antigo cinema que está localizado no centro da cidade e que, em sua opinião, poderia ser utilizado, inclusive para comportar outras secretarias.

FUTURO - O vereador Zé da Mula cobrou do Executivo estudo para viabilizar a Reforma Administrativa e o Plano de Carreira dos servidores municipais. Segundo ele vários funcionários têm feito essa cobrança que assegura um futuro melhor aos servidores municipais. 

FUTURO 2 - Luizão Arquiteto apoiou a iniciativa do vereador e explicou que cada prefeito tem de avaliar a estrutura administrativa para alocar quantidade de funcionários ideal para atender as demandas de todas as secretarias. Luizão declarou que a última reforma administrativa foi realizada na década de 90.

BURACO FUNDO - Após ver publicação da Prefeita Fábia Porto nas mídias sociais, o vereador Zé da Mula solicitou a documentação da parceria firmada pelo Executivo com a Pedreira do Vale para a perfuração de um poço artesiano no Bairro do Morro Grande. O Vereador quer saber também como será realizada a distribuição de água para os moradores dessa localidade e a realização dessa parceria.