No Pé do Ouvido

por Redação

Crônicas Em 30/11/2018 22:04:01

ARUJÁ

SABATINA -  Cansados de não obter respostas e posicionamentos claros da Prefeitura, os vereadores decidiram convidar os secretários para uma sabatina destinada a esclarecer  apontamentos do legislativo a fatos da administração municipal. Deu na mesma: o advogado Carlos Roberto Vissech deu voltas como um cão atrás do rabo e saiu da Câmara sem esclarecer nada.

SABATINA 2 – Os vereadores querem apenas informações sobre a empresa “Instituto Inovação” responsável pelos postos de Pronto Atendimento e Maternidade. Ela recebeu tudo o que tinha direito e foi embora. Há suspeita de uma ligação entre ela e a Ideal Saúde, essa última prestou serviços em Santa Isabel.

IGARATÁ

AMBULÂNCIA – Chegou à cidade a ambulância 4 x 4 adquirida com recursos enviados pelo Deputado Federal Sérgio Reis. Ela será incorporada à frota que atende ao município atualmente com seis veículos. Quem acha que já são muitos não se surpreenda: ainda faltam mais seis para chegar. É a famosa ambulanciaterapia, a medicina do Brasil.

AMBULÂNCIA 2 – Ainda bem. Com as chuvas do verão que começa em breve as estradas devem voltar as mostrar a sua verdadeira natureza. Essa semana um barrando caiu sobre a estrada do Rio do Peixe dificultando o retorno dos moradores que retornavam do feriado prolongado. Quando a máquina da Prefeitura chegou para aliviar o tráfego, já havia moradores com a pá nas mãos.

AMBULÂNCIA 3 – As únicas verbas que estão sendo liberadas pelo governo federal e estadual são as destinadas à compra de ambulâncias. Emendas parlamentares que não contemplem a saúde estão sendo postas de lado. São poucas, especialmente as federais, que conseguem liberação. E verba para custeio e manutenção, mesmo na saúde, estão difíceis de serem liberadas.

INAUGURAÇÃO -  No próximo dia 15 será inaugurada a nova Unidade Mista de Saúde de Igaratá. Construída pela Sabesp como contra partida da interligação das represas do Jaguari ao Atibainha, sua inauguração deve atrair muitos políticos e interessados. A construção mobilizou muitos recursos durante muito tempo e várias administrações.

SANTA ISABEL

SEM COMANDO - A semana começou indefinida quanto quem assumiria o cargo de Prefeito de Santa Isabel após a liminar que determinava o afastamento imediato da prefeita Fábia Porto. A definição veio após cinco dias de muita especulação. Por fim, a Prefeita foi notificada na segunda-feira, depois de conversar com uma autoridade do Judiciário.

ESQUECIDOS - Enquanto isso a Câmara Municipal esperou ser notificada formalmente da decisão da Justiça, fato que só veio a acontecer na quarta-feira, 28, quando o vice-prefeito, Dr. Carlos Chinchila foi empossado como determina o Regimento Interno. A demora se deu por conta da decretação do “segredo de Justiça”, que impedia a posse com base nas informações informais dos meios de comunicação.

SEM FALTA – Nos dois dias em que a cidade ficou sem prefeito ninguém sentiu falta. Os funcionários continuaram trabalhando, cada um em suas funções, sem se preocupar com quem assinaria o cheque no final do mês. Só o pessoal da administração que se afligiu. Muitos pediram demissão e horas depois tiveram motivo para se arrepender.

FLASH - No dia em que se tornou prefeito, Dr. Carlos Chinchila decretou estado de calamidade financeira e administrativa e, em coletiva de imprensa afirmou que o município deve 16 milhões alertando que até o final do ano, na melhor das hipóteses, a dívida poderia cair a 12 ou dez milhões. E, na esperança de corrigir anunciou sua equipe para gerenciamento de crise.

FLASH 2 – Enquanto Chinchila apresentava os seus principais assessores o desembargador Dr.Marcelo  Theodósio, relator que analisou o recurso de Fábia Porto acatou o pedido e suspendeu o afastamento da Prefeita, reconduzido Fábia ao Gabinete. O Tribunal agora terá de analisar o mérito do pedido de afastamento e, se o julgar necessário, poderá determinar o retorno de Chinchila nos próximos 30 dias.

INSEGURANÇA – Essa é a principal consequencia dos fatos dessa semana. A prefeita Fábia terá de recompor toda a sua equipe de Governo, inclusive com a substituição daqueles que, ocupando cargo de confiança, se demitiram em solidariedade a ela. Eles não podem retornar à administração municipal. Circula inclusive na cidade a informação de que a dívida do município não chega ao volume mencionado por Chinchila, que os números reais teriam sido ocultados pelo pessoal de informática da prefeitura.

INSEGURANÇA 2 – É o caso, por exemplo do secretário Heleno e da secretária de educação Liliene Paiva. Ela pediu exoneração do cargo e já solicitou a sua reincorporação aos quadros da secretaria de educação de Igaratá onde é professora e diretora. Deverá se apresentar ao trabalho na próxima semana e será designada para uma das unidades de Igaratá. Heleno também retorna à origem: Itaquaquecetuba.

GROSSEIRO - Funcionários da Prefeitura de Santa Isabel relataram que o Assessor Jurídico nomeado pelo Dr. Carlos Chinchila, Dr. Antonio Cláudio Gomes esbanjou antipatia e ares de superioridade ao acompanhar o recém empossado Prefeito pelos corredores do Executivo. A figura respeitada e simpática do político contrastou à do prepotente Advogado.

EXTRAORDINARIO - Sessão extraordinária marcada para a última quinta-feira, 29, não aconteceu por falta de quórum. Não foi a primeira vez que importantes projetos deixaram de ser votados em decorrência da ausência de vereadores. Seria votado projetos do Executivo  revogando o Prodesi (Programa de Desenvolvimento de Santa Isabel)  e criando o Invest Santa Isabel que incentiva empresas a se instalarem no município.  Possivelmente serão votados apenas no próximo ano.

PROJETO – Entre os projetos que seriam votados está a criação de um pólo industrial na área conhecida como “da Telesp”, na via Dutra, ao lado da planta da Gestamp, onde nove galpões estão sendo planejados para abrigar empresas que já manifestaram interesse em se instalar na cidade, prometendo a contratação de mais de três mil empregos.

PROJETO 2 – Outro projeto que seria votado dá nova redação à lei que criou o Conselho Municipal de Assistência Social e o reestrutura, tornando mais dinâmico e mais fácil a sua atuação. Seria votada também a autorização para a criação da ETECRI (Escola Técnica de Economia Criativa).

MALDADE - Foram relatados que algumas pessoas foram exoneradas de seu cargo logo que o novo prefeito assumiu a prefeitura, mas que devido ao mandato relâmpago, não foi possível formalização documental. Agora, há boatos que muitas pessoas estão sendo exoneradas porque o ex-prefeito foi quem assinou. Contudo Dr.Carlos Chinchila garante que assinou apenas o decreto de estado de calamidade financeira e administrativa. 

MEMÓRIA – Os últimos fatos em Santa Isabel foram anunciados na sessão do Legislativo no dia quatro de setembro. Na Tribuna, em resposta ao vereador Paulo Investigador, Alencar declarou  sendo filmado e gravado que exceto o vereador Márcio Pinho não participou das reuniões que levaram os vereadores para as secretarias.

MEMÓRIA 2 – Disse o Alencar naquela noite: “Agora que nós todos participamos dessa articulação para que esses secretários estivessem lá eu quero que o senhor me desminta.O senhor participou, o vereador Maurício participou, o vereador Luizão participou, o vereador Van participou, o vereador Zé da Mula participou, não participou o vereador Márcio, o Ademar participou”.

MEMÓRIA 3 – E continuou: “O vereador Cleber que não está aqui presente para se defender, mas se os vereadores acharem que estou mentindo que me desmintam depois: eles queriam é cassar a prefeita Fábia porque ninguém já não agüentava mais. Se eu estiver mentindo que me desmintam: tem as fitas ai na minha sala, você pode pegar, tudo gravado e filmado, ninguém agüentava mais a Fábia”. 

OAB – Eleição da diretoria da subseção da OAB de Santa Isabel e Igaratá sacramentou o nome do advogado Dr. Vagner Lobo. No panorama estadual foi eleito o Dr. Caio Augusto que prometeu inovar a gestão da maior entidade profissional do país. Ele defende uma participação mais efetiva da OAB na sociedade, bandeira defendida nos últimos anos pelo presidente isabelense, Dr. Luis Carlos Correa Leite.