No Pé do Ouvido

por Redação

Crônicas Em 01/11/2018 22:20:25

ARUJÁ

SELETIVA – A comissão de educação da Câmara de Arujá selecionou alguns veículos de imprensa para esclarecer que, na peleja da gestão compartilhada das creches municipais – também chamada de terceirização pelas mamães coruja – esta proposta não depende de qualquer aprovação de projeto na Câmara Municipal. Dr. Luiz Camargo, advogado de Arujá, compartilhou em nosso site uma manifestação pessoal sobre esse tema, leia mais no digital!

IGARATÁ

MELHOR É COMPLICAR – O vereador e presidente da Câmara de Igaratá insiste em complicar para iludir o povo. Essa semana voltou às redes sociais para afirmar que o orçamento da educação do município é abastecida com uma verba de R$16 milhões. Para dizer que é verdade menciona a LOA (Lei Orçamentária Anual) que de fato contempla o setor com esse teto financeiro.

DEVIA EXPLICAR – Mas se esquece de explicar que, a mesma lei que ele menciona, diz que a gestão das atividades de educação recebe R$9,186 milhões, mais o Fundeb (investimento 40%), R$1,6 milhão que resulta em pouco mais de dez milhões como foi dito. O restante do orçamento, R$5,182 milhões são destinados exclusivamente a pessoal. Basta uma visita ao site da prefeitura, na área de transparência, para ver que não há dinheiro para investir. 

DEVIA EXPLICAR 2 – Mas quem não sabe não pode explicar. Juliano faz questão de desconhecer que o orçamento que ele próprio aprovou no ano passado pouco passa de R$41,5 milhões, o que fixa o investimento na educação na base de pouco mais de R$10 milhões. Insuficiente, portanto para o que ele propõe.

ATRASADO – O pedido do vereador presidente da Câmara está com alguns anos de atraso. Desde o ano passado (2017) a Secretaria de Educação já havia apresentado o mesmo requerimento, cuja atenção já está programada para o início do ano, juntamente com a conclusão do prédio.  Entre 2017 e 2018 a construção já recebeu mais de R$800.000,00 de investimentos com o término de salas e a montagem de um laboratório de informática com 50 computadores de ponta que serão utilizados pelos alunos do ensino fundamental e universitários da Univesp.

EFICIENTE – O vereador deveria procurar conquistar mais recursos para o município ao invés de buscar pêlo em ovo. Qualquer administrador sabe o que deve fazer, mas existem prioridades. Se o vereador buscasse junto de seus parceiros doações ou mesmo emendas parlamentares destinadas à construção da cobertura entre as unidades escolares, se tornaria um parlamentar mais eficiente, merecedor dos votos que recebeu.

ELEIÇÃO – A disputa no segundo turno acabou repetindo, em Igaratá, o resultado das eleições municipais de 2016, com o mesmo resultado. Márcio França apoiado pelo PR e PSB (40) local perdeu no município para o PSDB (45), com Dória que obteve quase 54% dos votos.

DEDICAÇÃO – Mesmo não tendo sido reeleito, o deputado estadual Hélio Nishimoto (PSDB) já destinou uma emenda parlamentar para ser incorporada ao orçamento de 2019, no valor de R$90 mil, para o Lar de São Vicente de Paula de Igaratá e mais R$100 mil de custeio da saúde. Com a eleição de Dória bem votado em Igaratá, certamente o dinheiro virá.

GRATIDÃO – Também bem votado em Igaratá o deputado federal reeleito Eduardo Cury (PSDB) telefonou ao prefeito Celso Palau para agradecer o apoio e se comprometeeu com uma emenda de R$300 mil para construção de uma UBS no Bairro Águas de Igaratá.

GRATIDÃO  2 – Milton Vieira atual deputado estadual e recém-eleito federal, destinou R$180 mil para custeio da saúde de Igaratá.

GRATIDÃO  3 – Mesmo ainda sem mandato o deputado recém-eleito Marco Bertaiolli conseguiu agilizar junto ao Ministério de Ciência e Tecnologia, ainda para esse ano, o programa “Internet para todos” incluindo a zona rural de Igaratá na rede internacional de computadores.

GRATIDÃO 4 – Entre os bens que serão leiloados na festa da Padroeira de Igaratá que começa no próximo dia 9, estão um berrante e um chapéu doado pelo cantor, ator e atual deputado federal Sérgio Reis. Ele e a esposa Ângela são cotados a comparecer ao jantar beneficente da festa dependendo exclusivamente da agenda do cantor. Apesar de não ter ganho as eleições, Ângela foi a segunda candidata a deputado federal mais votada na cidade.

SANTA ISABEL 

EMERGÊNCIA - Cogitado para assumir como secretário de saúde de emergências o médico Dr. Carlos Chinchila rejeitou ser o remédio para a crise da saúde em Santa Isabel. Ele questiona todas as administrações que antecederam ao convite dizendo: “após meses de implantação do Cresamu, a prefeitura reconhece o desfalque de ambulâncias e monta equipe paralela com antigos funcionários do Samu. Ou seja: cadê a economicidade da terceirização”.

SÓ PRA LEMBRAR - Em tribuna, o vereador Márcio Pinho já havia questionado a terceirização lembrando o “Que Rei sou Eu”. Ele queria dizer que, com tanta terceirização na saúde, o secretário da saúde fica totalmente  dispensável, disse ele.

RUPTURA - O desgaste ocorrido na semana passada com a promessa de que eventualmente o vereador Márcio Pinho assumiria a secretaria da saúde de Santa Isabel provocou, essa semana, uma ruptura interna na base da Prefeita. Entre as implicações está a possibilidade de Márcio Pinho alçar vôo em direção a outro partido.

DESEMBARQUE - O quarteto fantástico constituído pelos vereadores Van, Luizão, Paulinho e Cleber pode ser desembarcado, a qualquer momento, do apoio à administração da prefeita Fábia Porto. Articulados pelo secretário Heleno os vereadores Gabriel, Ti, Bruna do Pati, Reinaldo, Zico, Zé da Mula, Patrícia Simão, Ademar, Vera Lúcia e o líder do governo Márcio Pinho podem constituir a nova base de apoio de 2019.  O maior interessado nessa articulação é o deputado recém eleito Marco Bertaiolli. 

EMBARQUE – Essa composição foi o tema de uma reunião realizada há duas semanas quando estourou a bolha que levou o Clebão a renunciar a secretaria da saúde. Estavam presentes nesse encontro quase todos os vereadores da nova base exceto o vereador Márcio Pinho que, por ser amigo pessoal do médico Carlos Chinchila poderia vazar o encontro que, ao ficar sabendo, aborreceu o Vice. Presentes ao evento o secretário Marquinhos Pelican, e o ex-vereador e presidente do PSD Alencar Galbiatti.

DE LEVE – O vereador Ademar também escapou do encontro. Sabedor do teor da conversa, compareceu, mas deu uma desculpa e saiu antes que o tema fosse colocado na mesa. A nova composição é consequência do resultado da eleição. A administração Fábia manifestou apoio ao candidato derrotado ao Governo do Estado. A migração vai ajudar a manter o fluxo de ajuda através do Bertaiolli que apoiou Dória desde o início.