No Pé do Ouvido

por Redação

Crônicas Em 01/06/2018 21:09:04

ARUJÁ

SUSPENSA – Prefeitura de Arujá entendeu que a paralisação dos caminhoneiros e a falta de abastecimento nas cidades da região prejudicariam a festa de aniversário do município. A primeira semana foi suspensa: E agora? O cronograma de atrações vai continuar conforme o previsto?

SEM SESSÃO – Por conta da greve dos caminhoneiros a sessão de Câmara de Arujá de quarta-feira passada (30/5), foi cancelada. Comovidos com atual conjuntura do preço do diesel e a falta de combustível nos postos de gasolina os vereadores decidiram suspender o encontro ordinário sob a justificativa de “dificuldade de locomoção e de circulação de veículos particulares e de transporte público”. É o que diz a nota oficial do legislativo.

PRESSÃO – Renato Caroba é pré-candidato a Deputado Estadual. É o único nome da região a levar a legenda do Partido dos Trabalhadores. Diz que seu objetivo é pressionar o Governo para que cumpra seu papel resolvendo os “problemas macros”. Quer dizer que Arujá e demais municípios da região sofrem com a escassez no governo. 

PRESSÃO 2 - No retrovisor de sua história Caroba se fez um político polêmico principalmente ao ser, no PT, um dos apoiadores da candidatura do atual Prefeito de Arujá que, hoje para ele, é um bom médico, mas péssimo gestor. Caroba foi quem denunciou José Luiz Monteiro (MDB) por infração político-administrativo, mas nada aconteceu.

IGARATÁ

SEM LOGÍSTICA – A classe descentralizada da ETEC de Santa Isabel em Igaratá foi desmobilizada. Apenas um pequeno número de interessados se matriculou para o curso que estava previsto para o segundo semestre. Alternativa, agora só no próximo ano. O importante é que os estudantes definam a sua área de interesse para evitar nova frustração.

SOLIDARIEDADE – Os caminhoneiros ficaram agradecidos a Igaratá. Nos primeiros dias a comunidade ajudou com alimentos, cobertores e agasalhos. Profissionais que esperavam retornar às suas casas no mesmo dia em que saíram e acabaram permanecendo os nove dias parados, tiveram não só o apoio logístico como também o suporte moral.

SOLIDARIEDADE 2 – No fim de semana duas passeatas levaram populares até a concentração dos caminhões e em discursos de apoio defenderam a necessidade de redução dos preços dos combustíveis. Até mesmo o prefeito Celso Palau subiu à carroceria da caminhonete que servia de palanque para manifestar o seu apoio ao movimento.

SAÚDE – Os caminhoneiros estacionados em Igaratá receberam a visita dos agentes de saúde e receberam, além da medição de pressão e diabetes, todas as vacinas indicadas para essa época do ano. Segundo consta, alguns motoristas dispensaram a oferta de preservativos. Garantiram que a vontade é de voltar para casa!

RODOVIÁRIA – A Polícia Rodoviária Estadual passou pelo Posto Chaparral, onde estava a concentração dos caminhoneiros e pediu a desobstrução da rodovia. Só isso bastou para que todos interpretassem a atitude como apoio à manifestação. Mas não foi nada disso, segundo a própria Polícia foi essa a instrução que receberam do governo do Estado.

GOVERNO – O Governador Márcio França embarcou de carona no movimento grevista. Colocou-se como intermediário do acordo, mas foi rechaçado na segunda-feira. Na terça, Michel Temer concedeu todas as medidas que França havia solicitado sem dar-lhe o devido crédito. Coisas da política.

ACORDO – Com o acordo celebrado na terça-feira a solidariedade acabou de ambos os lados. Os caminhoneiros perderam o apoio dos populares e eles mesmos fizeram discursos contra os proprietários de veículos que, em fila, esperavam a chegada de gasolina aos postos. Sem exageros houve manifestação contra e a favor de ambos os lados.

ELOGIO – A medida tomada pelo prefeito Celso Palau de reservar apenas 30% do estoque dos postos de gasolina para o serviço público foi alvo de elogios não só em Igaratá, mas também em Santa Isabel e Arujá. Nessas duas cidades os prefeitos reservaram todo o combustível que os postos pudessem ter para a administração pública. O resultado foi revolta da população para com os mandatários municipais.

SANTA ISABEL

EXONERADA – Uma funcionária da Prefeitura de Santa Isabel foi exonerada de seu cargo de confiança nesta semana depois que um áudio, supostamente, de sua autoria viralizou na rede social WhatsApp. O problema é que na gravação ela explica o que vem a ser o Estado de Emergência de forma inteiramente distorcida, incitando o pânico e o medo na população.

EXONERADA 2 – De acordo com a funcionária, esta gravação era parte de uma brincadeira feita dentro de um grupo da sua família, feito sem qualquer maldade. “Estou com a consciência tranquila de que não fiz por mal, nem a pessoa que compartilhou imaginou que iria dar tamanha confusão”, lamenta.

EXONERADA 3 – Na gravação ela explica que a prefeitura, em face do decreto, poderia tomar para si veículos particulares e até o alimento das pessoas, caso achasse necessário. Assim, depois que vazou o áudio tomou proporções prejudiciais a gestão pública da ordem. Muitos munícipes acreditaram na mulher, pois ela ocupava um cargo de confiança de um secretário tido como um dos preferidos da Prefeita Fábia Porto. Na segunda-feira, a funcionária concursada deve voltar ao seu cargo de origem.

PEM – A empresa responsável pelo transporte público em Santa Isabel – PEM - recebeu sete carros nesta semana. Não são veículos novos, segundo a direção, estes carros fazem parte de um projeto a ser debatido com a gestão pública para melhorar o atendimento à população. Mas ainda falta regularizar toda a documentação, efetuar vistoria e avaliar o contrato.