No Dia do Empreendedor Arujá recebe unidade móvel do Sebrae

Orientação será feita em atendimento individual.

Economia & Negócios Em 01/10/2013 06:46:29

No próximo sábado (05/10), data em que é comemorado o Dia do Empreendedor, Arujá receberá a unidade móvel do Sebrae, que vai oferecer orientações a empresários e futuros empreendedores. A ação será realizada na Praça Benedito Ferreira Franco (Coreto), no período das 9 às 16 horas. 

O objetivo da iniciativa é orientar empresários de micro e pequenas empresas da cidade e outros munícipes que queiram saber mais sobre a abertura e manutenção dos empreendimentos. Essa orientação será feita por atendimentos individuais. 

No Sebrae Móvel, consultores estarão a postos para tirar dúvidas sobre assuntos que geram dificuldades no dia a dia da maioria das empresas, como finanças, marketing, gestão de pessoas, questões jurídicas e de administração geral.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, José Carlos Santos, a vinda da unidade é “mais uma grande oportunidade para quem quer regularizar sua situação ou deseja aprender mais sobre o empreendedorismo”.

A presença do Sebrae Móvel em Arujá é resultado de uma parceria entre escritório do Sebrae Guarulhos e a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, com apoio da Associação Comercial e Empresarial de Arujá (ACE).

Iniciativa

De acordo com o Sebrae, os pequenos negócios são responsáveis em grande medida pelo desenvolvimento e riqueza do estado. Com foco principal no mercado doméstico, somam 99% das empresas, geram 25% do PIB, 52% dos empregos formais e 40% dos salários pagos pelo setor privado.

“Nosso objetivo é mostrar o trabalho da entidade e, ao mesmo tempo, comemorar a data abrindo mais uma de oportunidade de atendimento a quem quer empreender e a milhares de empreendedores que ainda não conhecem serviços”, explica o diretor superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano. 

Data

Em 5 de outubro de 1999 nasceu o primeiro Estatuto Nacional da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. O documento revogava o decreto anterior a respeito do tema (9.317/1996), que dispunha sobre o regime tributário dessas companhias e criava também o Simples Nacional. 

O então novo registro assegurava às pequenas empresas um tratamento jurídico diferenciado, simplificado e favorecido, previsto na Constituição Federal. O estatuto de 1999, que deu origem ao Dia do Empreendedor, valeu até a assinatura da lei complementar 123/2006. 

Sancionada pelo governo Lula, a lei surgiu para tratar de critérios que definissem as micro e pequenas empresas, como suas faixas de rendimento anual e formas pelas quais elas pagariam os tributos. O texto seria novamente alterado em 10 de novembro de 2011, pela lei 139, que vigora até hoje.

Divulgação