Não há melhor terapia do que fazer terapia

por Camila Britto

Crônicas Em 09/02/2018 16:55:03

Um bom livro te faz pensar, refletir, até mudar um comportamento, mas não substitui a terapia; 

Viagens ampliam seus horizontes, relaxam, te deixam feliz, mas não substituem a terapia; 

Ser aconselhado por um amigo acalma, acalenta, mas não substitui a terapia; 

Estudar o comportamento e o cérebro humanos, teorias psicológicas e mais uma série de assuntos relacionados te proporciona um conhecimento para agir de maneira mais racional e equilibrada, mas não substitui a terapia; 

Ir ao médico é imprescindível, mas não é essa única atitude isolada que demonstra que você está cuidando de fato de sua saúde. E não, não substitui a terapia; 

Praticar atividades físicas é um alento para o corpo e muitas vezes até para a alma, pois você foi feito para estar em movimento, mas isso também não substitui a terapia; 

Tirar um dia em um spa, fazer massagens relaxantes e tomar banho com ervas pode ser maravilhoso e muito útil para reduzir seu nível de estresse, mas adivinhe só: não substitui a terapia. 

E por que não?

Se você tem diabetes, hipertensão, uma patologia ou mal-estar qualquer, sendo um quadro crônico ou não, sabe que deve procurar um profissional. Você não substitui o médico por um livro, uma conversa com amigos, 20 minutos de corrida ou uma viagem ao exterior.

E por qual motivo com a terapia deve ser diferente? Você acredita mesmo que estamos preparados para lidar com nossas emoções e conflitos? As mazelas da sociedade e os altos índices de transtornos relacionados à depressão, ansiedade e compulsões demonstram que não. Descontamos na comida, no vizinho, no companheiro, em nós mesmos. Guardamos um monte de sofrimento disfarçado de sorrisos em fotos no Instagram. 

E alguns dizem: “A melhor terapia que existe pra mim é me exercitar”. Ou dormir. Ou sair pra beber. Ou conhecer novos lugares. Mas não. A melhor terapia é fazer terapia. Eu entendo, eu sei que quando alguém afirma algo do tipo, está querendo dizer que algumas atividades trazem melhor qualidade de vida, são momentos de ser quem se é, de escapar um pouco da realidade. Mas melhor ainda seria se não precisássemos escapar dela, e somente desfrutá-la com mais aceitação. É mais ou menos isso que a terapia faz.

Nem o especialista mais aplicado e preparado vai compreender mais você do que você mesmo. Isso quer dizer que você sempre saberá do que necessita, só precisa aceitar isso e não substituir o verdadeiro cuidado com sua saúde mental por uma série de coisas, deixando-a no final de sua lista de prioridades. Assuma a responsabilidade de cuidar de si. E, mesmo que esse texto te faça refletir e pensar em novas possibilidades, preciso avisar: ele também não substitui a terapia.