Moradores da região do Primavera colaboram com a Operação Bairro Limpo

Moradores de bairros mais distantes, como Recanto Primavera, Sítio dos Fernandes e Cerejeiras, também estão colaborando com a Operação Bairro Limpo. Realizada pela Secretaria de Saúde, a ação visa o combate à dengue por meio do recolhimento de inservíveis que acumulam água parada.

Cidades Saúde Em 09/04/2013 18:42:44

Mais uma iniciativa que marca a Semana Estadual de Combate a Dengue, o Bairro Limpo recolheu, só nesta quarta-feira (10/04), das 8 às 15 horas, 800 quilosde materiais inservíveis nas 21 ruas e avenidas percorridas pelo caminhão da Saúde.

Promovida em Arujá desde 2010, a operação já conseguiu conquistar a aprovação de muitos moradores. Tanto é que a própria população pede que a ação seja realizada com maior frequência, pois, somada a outras medidas, ela contribuiu com a diminuição em 100% dos casos da doença em 2012.

Exemplo disso é o que diz Fátima Melquides, que reside no Cerejeiras. Para ela, a campanha tem sido fundamental por ajudar na coleta de objetos que muitas vezes não sabe onde deixar e que acabam aumentando o risco de transmissão da dengue. Eu aderi à ação e estou sempre atenta para proteger a saúde da minha família”, diz a dona de casa.

A vizinha de Fátima, Luciana Francisco Ferreira da Silva, é outra moradora que participa da campanha e sabe da relevância de sua realização: “A iniciativa é importante para a prevenção contra a dengue. Essa prevenção, entretanto, não cabe apenas a minha casa ou à Prefeitura, é uma obrigação conjunta de todos os moradores”.

Luciana aproveita o ensejo do Bairro Limpo para ensinar seu filho, Ryan Floriano, a tomar certos cuidados com materiais que normalmente ficam no quintal de casa. “Ele observa sempre que vou separar os materiais e conferir se não há água parada, e nunca se esquece de ir ao portão entregar os inservíveis aos agentes”, diz ela.

Prevenção

Segundo a Vigilância em Saúde, até o momento Arujá não registrou nenhum caso autóctone dMais uma iniciativa que marca a Semana Estadual de Combate a Dengue, o Bairro Limpo recolheu, só nesta quarta-feira (10/04), das 8 às 15 horas, 800 quilos de materiais inservíveis nas 21 ruas e avenidas percorridas pelo caminhão da Saúde.

 

Promovida em Arujá desde 2010, a operação já conseguiu conquistar a aprovação de muitos moradores. Tanto é que a própria população pede que a ação seja realizada com maior frequência, pois, somada a outras medidas, ela contribuiu com a diminuição em 100% dos casos da doença em 2012. 

 

Exemplo disso é o que diz Fátima Melquides, que reside no Cerejeiras. Para ela, a campanha tem sido fundamental por ajudar na coleta de objetos que muitas vezes não sabe onde deixar e que acabam aumentando o risco de transmissão da dengue. “Eu aderi à ação e estou sempre atenta para proteger a saúde da minha família”, diz a dona de casa.

 

A vizinha de Fátima, Luciana Francisco Ferreira da Silva, é outra moradora que participa da campanha e sabe da relevância de sua realização: “A iniciativa é importante para a prevenção contra a dengue. Essa prevenção, entretanto, não cabe apenas a minha casa ou à Prefeitura, é uma obrigação conjunta de todos os moradores”. 

 

Luciana aproveita o ensejo do Bairro Limpo para ensinar seu filho, Ryan Floriano, a tomar certos cuidados com materiais que normalmente ficam no quintal de casa. “Ele observa sempre que vou separar os materiais e conferir se não há água parada, e nunca se esquece de ir ao portão entregar os inservíveis aos agentes”, diz ela. 

 

Prevenção 

 

Segundo a Vigilância em Saúde, até o momento Arujá não registrou nenhum caso autóctone de dengue (contraído na cidade). No entanto, para evitar a doença, a Secretaria recomenda que, além de se desfazer dos inservíveis, os cidadãos fiquem atentos às medidas preventivas, como guardar garrafas vazias de cabeça para baixo e eliminar os pratos de vasos de plantas.

 

Outras orientações podem ser obtidas pelo Disque-Dengue (0800 778 8882), que é um canal exclusivo para a denúncia de focos do mosquito transmissor e está disponível de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O contato também pode ser feito pelo e-mail saude.visa@aruja.sp.gov.br

 

e dengue (contraído na cidade). No entanto, para evitar a doença, a Secretaria recomenda que, além de se desfazer dos inservíveis, os cidadãos fiquem atentos às medidas preventivas, como guardar garrafas vazias de cabeça para baixo e eliminar os pratos de vasos de plantas.

Outras orientações podem ser obtidas pelo Disque-Dengue (0800 778 8882), que é um canal exclusivo para a denúncia de focos do mosquito transmissor e está disponível de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O contato também pode ser feito pelo e-mail saude.visa@aruja.sp.gov.br