Janeiro Roxo vai até 31 de janeiro nas UBSs

Com busca ativa por pessoas com sintomas que podem ser da hanseníase, realizada pelas equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBSs)...

Saúde Em 11/01/2019 01:04:21
por AIPMA

 

         Com busca ativa por pessoas com sintomas que podem ser da hanseníase, realizada pelas equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) por meio de questionários, a Secretaria de Saúde de Arujá continua até o próximo dia 31 a promover o Janeiro Roxo.

         O objetivo é alertar a população para o controle da doença, bem como a importância do diagnóstico e do tratamento corretos, além de propagar mais informações sobre a patologia e desfazer o preconceito que a cerca.

            Janeiro Roxo       

         Janeiro Roxo é uma menção ao Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase, celebrado sempre no último domingo de janeiro, mês internacional da luta contra a doença.

         A hanseníase é uma doença crônica e transmissível com capacidade de infectar pessoas de todas as idades. O Brasil ocupa a 2ª posição do mundo entre os países que registram casos novos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

         Manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas, em qualquer parte do corpo, com perda ou alteração de sensibilidade térmica, úlceras de pernas e pés, ressecamento nos olhos, diminuição da sensibilidade ou da força muscular de face, mãos e pés são alguns sintomas.

         A doença possui cura e o tratamento é realizado com a poliquimioterapia (PQT), uma associação de antimicrobianos recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

            O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza o tratamento e acompanhamento gratuito da doença nas UBSs e centros de referências, além de orientar sobre a prevenção.