Igaratá terá 50 mil mudas plantadas no município

As plantas serão usadas como compensação ambiental para as obras da Sabesp

Turismo & Natureza Cidades Em 19/05/2017 20:32:07

Aproveitando uma ida a São Paulo onde se encontrou com o deputado Padre Afonso Lobato, o prefeito Celso Palau, de Igaratá, encontrou-se, na Secretaria de Meio Ambiente, com o secretário adjunto da pasta, Antonio Velloso Carneiro a quem apresentou uma série de questões a serem resolvidas em conjunto estado e município.

Ao sair, Palau manifestou sua alegria ao saber que o “Programa Nascentes” que tem como objetivo o plantio de árvores nativas destinadas à conservação e a proteção dos recursos hídricos e da biodiversidade, destinou para o município 50 mil árvores que serão distribuídas a produtores rurais e também plantadas na área de intervenção das obras de interligação das represas do Jaguari e Atibainha.

Acompanhado do secretário municipal de meio ambiente, eng. Agrônomo Juarez Vasconcelos, Palau reivindicou o arquivamento de duas denúncias de crime ambiental que teriam sido cometidas pela administração municipal, gestão passada, e que estavam pesando sobre a atual administração. Segundo Juarez, as infrações cometidas foram devida e comprovadamente resolvidas não havendo mais nenhuma razão para constarem no histórico de Igaratá e que representavam entraves na obtenção de recursos ambientais para o município.

O Programa Nascentes envolve 12 secretarias de estado, otimiza e direciona investimentos públicos e privados para cumprimento de obrigações legais, para compensação de emissões de carbono ou redução da pegada hídrica, ou ainda para implantação de projetos de restauração voluntários. Para a sua execução o programa une especialistas em restauração, empreendedores com obrigações de recuperação a serem cumpridas e possuidores de áreas com necessidade de recomposição da vegetação nativa.

Discutiu-se ainda a questão relativa às demolições no entorno da represa, condição em que Antonio Velloso ponderou serem de caráter mais amplo envolvendo outras instâncias de Governo. Depois de elogiar os documentos levados pelo Prefeito, afirmando serem modelos para os demais prefeitos que o procuram, o Secretário pediu a Juarez que encaminhasse o estudo elaborado por ele como sugestão de solução para a questão da ocupação da orla da represa por casas de barcos, plataformas de embarque, rampas e outros tipos de construções de baixo impacto destinadas ao lazer e às atividades rurais.

Na última quinta-feira, representando o prefeito de Igaratá Celso Palau, o secretário Juarez Vasconcelos entregou ao secretário estadual de Meio Ambiente, Ricardo de Aquino Salles, ofícios com diversas solicitações para atender a necessidades do município. Entre os pedidos entregues o prefeito pediu um caminhão compactador; um o triturador para poda de galhos e um triturador de material oriundo de construção civil. 

Em outro documento Juarez entregou também estudos visando o pagamento de serviços ambientais aos produtores rurais cadastrados junto à secretaria municipal de agricultura e desenvolvimento agrícola.