Igaratá licencia o primeiro produtor rural

Um produtor de cogumelos shitaki do bairro da Harmonia é o pioneiro na obtenção do SIM (Selo de Inspeção Municipal)

Cidades Em 29/11/2019 22:24:51

A secretaria da Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente de Igaratá entregou essa semana o primeiro Selo de Inspeção Municipal (SIM). Coube ao prefeito Celso Palau e ao engenheiro agrônomo Juarez Vasconcelos entregar ao produtor rural Denis Henrique o documento que atesta que a sua produção de cogumelos “shitake” está dentro dos padrões exigidos pela legislação sanitária e ambiental.

A entrega aconteceu no gabinete do Prefeito na última segunda-feira (25/11) quando o Produtor e toda a sua equipe de colaboradores compareceram para testemunhar o momento em que o Sítio Uirapuru, no bairro da Harmonia, próximo à divisa de Piracaia, foi autorizado a promover a comercialização do cogumelo.

Para obter o SIM o produtor teve de cumprir várias etapas como licenciar o seu cultivo que é feito sob o manto de uma floresta, construir galpões e áreas de beneficiamento seguindo todas as normas sanitárias estaduais e municipais e comprovar a utilização de material comprovadamente adequados para a atividade com o mínimo impacto sobre o meio ambiente.

O Sítio Uirapuru produz cogumelos “shitake” em toras de eucalipto e os comercializa localmente. A partir da obtenção do selo, outros mercados podem ser alcançados como o público paulista. Segundo Denis, o potencial de mercado do shitake é surpreendente e tem a tendência de crescer ainda mais: “ Nunca pensei que houvessem tantas pessoas interessadas em adquirir o “shitake”. Confesso que até eu não era um consumidor, mas ao descobrir não só a gastronomia requintada que o cogumelo permite e os benefícios que se acredita, possam dar, já me tornei um consumidor voraz”.

Denis explica que o shitake produzido em toras de eucalipto além de possuírem um sabor mais intenso, não possuem o cheiro incomodo daqueles produzidos em substratos. – Na tora ele demora mais a aparecer, mas o sabor e a qualidade compensam especialmente com relação ao preço de mercado.

O agrônomo Juarez Vasconcelos explica que o SIM é a liberação feita pela secretaria da Agricultura, Pecuária e de Meio Ambiente para que produtores rurais possam vender seus produtos no comércio tradicional: - Geléias, mel, pães, licores, doces frutas e verduras devem possuir o Sim, porque oferecem ao consumidor a garantia de que foram produzidos de forma adequada! Oferecendo seus produtos em mercados e mercearias, o produtor rural consegue um valor agregado maior! Conclui.