Igaratá ganha prata e bronze na OBA

Dois estudantes de Igaratá conquistaram, entre 774.232 estudantes de 8.456 escolas de todo o Brasil, duas medalhas na 21ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica.

Educação Em 26/10/2018 14:00:00

Fabrício Rocha de Souza e Raissa de Cássia Moraes Paula, da EMEIF Petronilha de Sousa trabalhando sob a coordenação do Prof. Aldo Gomes de Souza apresentaram os seus trabalhos e defenderam Igaratá no nível três da Olimpíada sendo reconhecidos, respectivamente com a medalha de prata e de bronze.

A OBA é organizada anualmente há 21 anos por uma comissão de astrônomos profissionais pertencentes à Sociedade Astronômica Brasileira e por engenheiros da Agencia Espacial Brasileira. É realizada em todo o Brasil envolvendo alunos de escolas públicas e particulares, com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, com patrocínio da UNIP, Visiona e da Avibras.

Igaratá teve 62 estudantes inscritos que participaram com prova escrita e com pequenos foguetes construídos de modo a atingir metas propostas pela organização da Olimpíada. Todos receberam certificados e os dois medalhistas foram reconhecidos publicamente, bem como o Professor Aldo que liderou a competição no município. Para o professor Mauro Siqueira Teixeira, secretário de educação e cultura, a participação e a vitória dos dois alunos das 8ª série demonstram a qualidade do ensino desenvolvido no município e um exemplo para todos os jovens que almejam conquistar uma melhor qualidade de vida.

Professor Aldo conta que os medalhistas além de apresentar um bom desempenho na prova teórica quando obtiveram notas acima de oito, o projeto dos dois na construção do foguete subiu a vinte metros. A meta para 2019 é que a escola volte a disputar com a participação de toda a comunidade escolar.

 

Notícias Relacionadas