IGARATÁ É REFERENCIA NA VACINAÇÃO CONTRA O HPV

Doença transmitida por contato sexual são consideradas precursoras de tumores malignos. Afeta mais de um terço dos jovens brasileiros.

Saúde Em 29/06/2018 22:01:18

A estratégia utilizada pela secretaria da Saúde de Igaratá para a campanha de vacinação contra o HPV foi reconhecida como eficaz e tornou-se modelo para as secretarias municipais de saúde do Estado. A notícia foi divulgada essa semana durante uma reunião realizada no Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE-27) de São José dos Campos.

Diferente de outros municípios, Igaratá atingiu a meta ao vacinar 85% do público alvo, estimado em 700 pessoas. A estratégia, segundo o secretário de Saúde Fábio Carvalho, foi iniciar a campanha pelas escolas. Ele explica que para a vacinação é necessária a autorização dos pais porque o público alvo é constituído de crianças de 9 a 14 anos: - Iniciamos a campanha enviando convite aos pais para palestras que realizamos nas escolas, durante as reuniões rotineiras de pais e mestres, quando tocamos no assunto. Muitos pais negam autorização temendo antecipar a vida sexual dos filhos, mas aos poucos a resistência é quebrada porque os próprios filhos passam a compreender a importância da vacinação.

Fábio diz que os pais que não autorizam seus filhos a tomarem a vacina são estimulados a comparecer nos postos de saúde ou são visitados pelos agentes, quando são informados da necessidade de autorizar a vacina, mesmo que seja através de bilhetes colocados no material escolar: - Em algum momento do ano o pai ou a mãe aparecem nas unidades de saúde onde o assunto é tocado. É o trabalho persistente que dá o resultado.

Para o secretário a vacinação contra o HPV é uma medida preventiva cujos resultados serão colhidos dentro de 50 ou 60 anos quando o câncer do colo do útero se manifestaria nas crianças que estão sendo vacinadas. Fábio agradece a colaboração e o empenho de toda a equipe da Vigilância de Igaratá, à Secretaria de Educação e a todos os professores, diretores e inspetores das escolas do município, pois sem eles o sucesso da campanha não seria possível. - O resultado desse empenho são vidas que serão salvas no futuro, conclui.