Herança de Pedra

O baiano José Ribeiro dos Santos é o único profissional que trabalha com cantaria em Santa Isabel

Perfil Cultura Empregos Em 21/08/2015 16:19:44

Reportagem: Erica Alcantara

 

 

O baiano José Ribeiro dos Santos é o único profissional que trabalha com cantaria em Santa Isabel. Mas ele é cantor? Não. Cantaria é a arte de talhar blocos de rocha bruta de forma a constituir sólidos geométricos, normalmente paralelepípedos, de variável complexidade, para utilização na construção civil. O profissional que trabalha com cantaria é o canteiro.

E José é canteiro desde menino. Herdou do pai este ofício e há 52 anos trabalha sozinho. Já teve ajudante, visita de estudantes de arquitetura e tudo mais, mas a vida na zona rural, entre paredes de pedra não é para qualquer um. - Tem que ter bom humor, diz José, ou melhor o Zé da Pedra. 

Aos 64 anos, Zé da Pedra não aparenta desânimo algum, muito pelo contrário, tem orgulho do que faz e como artista sabe o valor de seu trabalho, mostra passo a passo como é a vida de moldar a pedra. O veio que desenha no bloco, a lasca que forma o bloco, o bloco que vira tijolo de rocha bruta. - É o paralelepípedo exibe com perfeição geométrica.

– Só neste pedaço aqui no Bairro 55 estou há 21 anos, diz enquanto pousa para fotos, parado entre uma pilha de tijolos de rocha e uma imensa parede de pedra. 

Empolgada com a originalidade, vitalidade, destreza e profissionalismo do Zé da Pedra a arquiteta Teresinha leva constantemente seus estagiários para conhece-lo. – Mostra para a repórter o seu fole, diz a Vereadora.

E lá vai o Zé da Pedra mostrar como faz para afiar suas ferramentas, na frente de um pequeno barraco que montou no meio da mata, ele inventou uma engenhoca, uma espécie de fogueira de pedras quentes suspensa, que funciona com o auxílio de um imenso fole, um instrumento que assopra o vento para dentro provocando o aumento das labaredas. – O metal precisa estar bem quente, alaranjado, para então ir para a bigorna e ser afiado na martelada. 

No barraco a cama improvisada é iluminada pela janela, que é um parte da parede de tapume que se abre com o auxílio de um pedaço de pau. A lamparina é sua única fonte de luz à noite e em meio a simplicidade, um café fresco está pronto para receber as visitas. A alegria do Canteiro em receber visitas é contagiante, ele mostra as árvores que plantou em volta e as hortaliças que cultiva ao lado do barracão. - Tudo é tão convidativo, diz Teresinha admirada.

Zé da Pedra é referência na região, até as empresas grandes, como a que foi contratada pelo governo do estado para asfaltar a Estrada Ramiro Catto precisaram do conhecimento e trabalho do Zé da Pedra, pois não havia na região quem soubesse, como ele, quebrar a pedra que foi encontrada no meio do caminho.