Guerra declarada no Executivo

Fábia e Chinchilla rompem após vice oficializar aliança com o partido do presidente da Câmara, Alencar Galbiatti. Chinchilla assina filiação com o PSD neste sábado

Política Em 01/12/2017 23:12:50

Após vazar nas redes sociais a imagem de sua exclusão do grupo de WhatsApp da equipe de secretários da Prefeita Fábia Porto, o vice-prefeito de Santa Isabel, Dr. Carlos Chinchilla, faz carta anunciando o rompimento oficial com o governo municipal: “Por falta de espaço e falta de ética comunico o rompimento com o atual Governo”, diz. Em pronunciamento oficial Fábia rebate: “Não trabalhou porque não quis, se quisesse estava com a gente”.

Nesta semana o vice Dr. Carlos Chinchilla oficializou a sua saída do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e seu ingresso ao Partido Social Democrático (PSD), presidido em Santa Isabel pelo vereador em exercício, Alencar Galbiatti. 

A prefeita Fábia comunicou em seu grupo de secretários a decisão de também romper com seu vice. O que aparentemente ela não esperava, era que as conversas saíssem do grupo particular de aliados e se tornassem públicas. A imagem que circulou nas redes sociais, com o teor da conversa e exclusão do vice do grupo da Prefeita, supostamente teria saído do celular do secretário de Meio Ambiente Reinaldo Nunes que durante toda a semana se defendeu das acusações afirmando não ter sido ele o responsável pelo vazamento das informações. 

O imbróglio obrigou Fábia a se pronunciar oficialmente sobre o fato. Em trechos de um vídeo, gravado em seu gabinete, ela declara: “Não rompi com o meu vice pelo partido que ele escolheu, foi o Chinchilla que rompeu alegando não ter espaço em nossa administração, mas é mentira. Ofereci a ele a secretaria de Saúde, mas ele não quis alegando não compensar financeiramente”, disse. 

Para Fábia, o partido escolhido pelo vice não é um problema, mas sim a intenção de se aliar com o político Alencar Galbiatti. A prefeita afirma que nesta união não existe o ideal de beneficiar a cidade: “Que tipo de projeto você defende se juntando ao Alencar? Não vou permitir que ele faça em minha administração, o que fez na gestão passada. Continuo aqui até o apagar das luzes em 2020, trabalhando com meus secretários e a minha base de vereadores. Se você vice quisesse realmente trabalhar estava com a gente”, finaliza Fábia. O vídeo do pronunciamento da Prefeita pode ser conferido na íntegra, na página do Jornal Ouvidor no Facebook. 

Chinchilla declarou que a postura da Prefeita, foi o estopim para sua decisão de romper oficialmente com o Governo.  Em trechos da carta publicada abaixo na íntegra, ele alega que nunca teve espaço no governo de Fábia para ajudá-la nas escolhas feitas: “Esperei, após a vitória nas urnas, que a minha participação na tomada de decisões do governo, fosse além do rotulado ‘Cargo de expectativa’. Só ficava sabendo das novidades da administração através das redes sociais e dos jornais. Só aparecer na hora das fotos para mim foi a saída. Não foi para isso que eu pedi o seu voto”, afirma Chinchilla. 

Dr. Carlos não quis rebater as afirmações de Fábia no pronunciamento feito em vídeo, mas garante que, apesar do rompimento com o governo, não irá renunciar ao cargo de vice-prefeito: “Estarei presente, firme e atuante para todos aqueles que precisarem de mim como médico, amigo e vice-prefeito eleito”, diz.

“Chinchilla terá espaço para governar no PSD”, garante Alencar

Em entrevista transmitida ao vivo pelo Jornal Ouvidor, o presidente Alencar Galbiatti disse que Chinchilla sempre se mostrou descontente em estar no PTB, em decorrência da falta de espaço no governo, o que de acordo com ele, será diferente agora no PSD: “Vamos trabalhar ao lado do vice para melhorar a Saúde em nosso município, desconheço que a Prefeita tenha o convidado para assumir o cargo de secretário de Saúde, se tivesse com certeza ele teria aceito. Se a população achava que Chinchilla não estava atuante, agora ele estará. Se for preciso vou ceder uma sala na Câmara para que ele possa atender a população e assim saber as demandas do povo”, promete. 

Alencar disse ainda que, no início do ano, Marco Bertaiolli convidou Fábia a entrar para o PSD, mas a Prefeita não quis, com isso, o Presidente explica que o partido foi atrás de Chinchilla, que entre o convite do Partido Social Cristão (PSC) e o PSD aceitou o social democrático: “Se Fábia quiser, as portas do PSD ainda estão ainda abertas para ela”, ressaltou.

Horas antes de Fábia fazer seu pronunciamento, Alencar garantiu que o PSD não sairá do governo, até que a Prefeita oficialize o rompimento com o partido. Mesmo assistindo depois o discurso de Fábia no vídeo, Alencar não quis comentar as afirmações, mas garantiu: “Agora vamos trabalhar, no momento certo comunicarei a imprensa minha ações. Aguardem”, concluiu. A entrevista completa está disponível na página do Jornal Ouvidor no Facebook.

Câmara apoia Fábia 

Após se pronunciar Fábia promoveu no início da noite de quinta-feira, 30/11, uma reunião extraordinária em seu gabinete com todos os seus secretários e 13 vereadores. Todos garantiram apoio a Prefeita, conforme ela mesma publicou em sua página na rede social: “Hoje recebemos apoio de 13 vereadores e de todos os nossos secretários municipais. Quem quer trabalhar está aqui, ajudando o governo a melhorar a nossa cidade e a vida da população”, pontuou Fábia. Na reunião apenas não participaram Alencar e Gabriel da Água.  

Acontece hoje em Pindamonhangaba a cerimônia de posse de Chinchilla ao PSD, além de Alencar estarão presentes Marco Bertaiolli, presidente regional do PSD e Gilberto Kassab, presidente nacional do partido.