Guarulhos quer água do Jaguari

O pedido feito no final de 2012 foi avaliado pelo Comitê das Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul nesta semana. Para que água seja liberada DAEE terá que atender exigências

Cidades Em 17/07/2015 03:35:47

Reportagem: Bruno Martins

Guarulhos também poderá tirar água do Jaguari, o parecer técnico favorável foi dado pelo Comitê das Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul (CBH-PS) ao Departamento de Águas, Esgoto e Energia Elétrica (DAEE), em reunião realizada em Jacareí na terça-feira, 14. O Comitê se mostrou favorável, porém o documento recomenda ao DAEE que mapeie e regularize os atuais usuários da bacia que não possuem outorga para uso da água, entre eles a prefeitura de Santa Isabel, para que não sejam prejudicados com a obra.

O pedido de interligação de Guarulhos foi feito ao DAEE no final de 2012, e apresentado no início deste ano ao Comitê. O documento prevê a retirada aproximada de 0,121m³ por segundo, uma quantidade suficiente para abastecer cerca de 30 mil pessoas.

O estudo feito pelo CBH-PS mostrou que há disponibilidade hídrica no Jaguari para esse atendimento, no entanto é necessário que sejam mapeados os atuais usuários que não possuem outorgas: “Hoje o DAEE não possui os dados de todas as pessoas que se utilizam da água captada no Jaguari, entre eles a prefeitura de Santa Isabel que já fez o pedido e aguarda a liberação. Por isso é necessário a identificação destes usuários para que não sejam prejudicados”, diz o engenheiro Agrônomo e membro do Comitê, Juarez Vasconcelos.

Para o presidente da Associação dos Pescadores Amadores de Santa Isabel África Nilo (Apasian), Jair Simão é necessário que o governo municipal fique de olho nessas outorgas emitidas pelo DAEE: “Todos estão de olho em nossas águas é necessário ficarmos atentos a isso, pois caso contrário, seremos prejudicados. Têm empresas em Guarulhos que estão instaladas as margens do Rio Jaguari e utilizam a água do rio sem outorga”.

Ao ser informado da decisão do Comitê o prefeito de Santa Isabel, Padre Gabriel Bina  acentuou que a necessidade de Guarulhos torna ainda mais premente a necessidade de Santa Isabel construir a barragem para fornecimento exclusivo para a cidade. – Só assim, diz ele, termos assegurado o nosso abastecimento.

Até o fechamento desta edição o DAEE não respondeu aos questionamentos da reportagem.