Febre Amarela alavanca o comércio

Longas filas pela vacina da febre amarela e o calor de mais de 30º beneficiaram comerciantes no centro de Santa Isabel

Economia & Negócios Em 19/01/2018 22:12:55

“Só numa manhã eu vendi mais de 300 copos de suco”, com o sorriso estampado no rosto o “Zé do suco” confessa que nunca vendeu tão bem, em mais de 40 anos como ambulante nas ruas de Santa Isabel. As longas filas a procura pela vacina da febre amarela beneficiou José e muitos outros comerciantes do centro da cidade nesta semana. 

Com o sol escaldante e filas dobrando os quarteirões, a opção de quem aguardava a sua vez de se vacinar foi buscar refresco em garrafas de água, sucos e sorvetes. Assim foi durante toda a semana em Santa Isabel. Só a tenda instalada na Praça Fernando Lopes recebeu por dia uma média de duas mil pessoas. A procura foi tanta que a secretaria de Saúde teve que distribuir senhas para evitar aglomerações.    

Com a longa fila que se formou, no entorno do Paço Municipal, José foi o mais procurado pela população. Vacina ele não tinha, mas trazia dentro de seu carrinho de ambulante, bastante gelo e um delicioso suco de abacaxi natural que deu ânimo a muita gente que esperou durante horas pela vacina: “Em dias normais e de muito sol consigo vender uns 100 copos de suco, mas só nesta semana, consegui vender mais de 300 por dia. Toda hora preciso ir em casa para abastecer meu carrinho”, comemorou. 

Em bares e padarias também teve fila a procura de água e café. Vagner Corrêa, proprietário da Padaria Ismael, diz que a procura pela vacina, aumentou nesta semana em mais de 100% as vendas de água e o famoso pingado (café com leite) em seu comércio: “Está sendo melhor do que em dia de apresentação de fanfarras e qualquer outro evento cultural e artístico que realizam aqui no centro. Esperamos que a campanha se estenda ainda por um bom tempo”, finaliza.