Falta de água: debate inédito com a Sabesp

Tubulação antiga deixa isabelenses mergulhados na seca

Cidades Saúde Política Construção & CIA Em 02/06/2017 23:53:02

Reportagem: Érica Alcântara

 

A tubulação de água, em um trecho considerado de difícil acesso na Rua Joel de Souza, sofreu nesta semana um rompimento que suspendeu o abastecimento de pelo menos cinco bairros em Santa Isabel.

Com as torneiras secas, a população se revoltou e fez diversas críticas ao serviço prestado pela Sabesp durante entrevista ao vivo, transmitida pelo Jornal Ouvidor na quinta-feira, na sede da Rádio Comunitária Sucesso. Os bairros mais atingidos pela seca foram: Jd. Eldorado, Jd. Portugal, Jd. das Acácias, Parque Santa Teresa e parte do Centro e do Monte Serrat, mais algumas áreas próximas a estas regiões.

Por outro lado, o gerente regional da Companhia, Felipe Costa, esclareceu que o problema já foi solucionado e o sistema de distribuição está se normalizando. “Por conta da geografia da cidade, e do modo como hoje está implantada a rede, pode ocorrer mais morosidade em alguns trechos. Por isso pedimos a população que economize a água, principalmente nas partes baixas dos bairros, para que as casas na parte alta o abastecimento também se reestabeleça”, explica.   

A Prefeita Fábia Porto destacou que a responsabilidade pela água é da Sabesp, cabendo ao executivo representar a população na cobrança pelo serviço prestado. “Sabemos que para obter melhorias haverá transtornos, nossa rede tem mais de 50 anos e neste período nunca recebeu manutenção estrutural efetiva, sequer existe um mapa da rede de abastecimento de água e coleta de esgoto da cidade. Ainda temos canos de amianto, bombas frágeis e só quando a Sabesp assumiu deu-se início um plano de recuperação e melhorias”, disse Fábia.

Felipe explicou que algumas manutenções levam mais tempo para terminar justamente pela idade da tubulação, algumas peças já não existem no mercado e é necessário adotar manobras de adequação para garantir que o reparo dure tempo suficiente até a troca definitiva de toda a tubulação. “O rompimento desta semana levou cerca de 24h de trabalho ininterrupto da equipe da Sabesp”, disse.

Os caminhões pipa estão circulando em Santa Isabel, diz o Gerente, atendendo os casos emergenciais.

Como reclamar

Aos moradores de Santa Isabel a Sabesp informa que mantém atendimento 24h, todos os dias da semana, pelo telefone 195 e pela Central de Atendimento 0800 055 0195.

Tapa buracos

A Sabesp contratou uma empresa terceirizada para cuidar da pavimentação dos trechos em que a empresa fizer a manutenção ou troca de tubulação. “Quando a Ouvidoria notifica a Sabesp a reclamação de algum morador, esta queixa é repassada para o diretor que já solicita providências da empresa”, disse Felipe.

Milhões em investimento

 

O gerente da Sabesp acrescenta: “Investimos dois milhões em melhorias e já finalizamos duas licitações. A primeira no valor de R$2,6 milhões para trocar tubulação da rede central e de alguns trechos mais afastados e a segunda de oito milhões de reais que em 30 dias vai atuar no sistema de coleta e afastamento do tronco da rede de esgoto, que levará para a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE”, disse.