Exposição comemora os 30 anos da Guarda Mirim em Arujá

O grupo participa anualmente do aniversário da cidade, da festa do Padroeiro, da abertura da Expo Aflord e de encontros oficiais

Esportes Em 13/09/2016 10:16:46

Assessoria de Imprensa Prefeitura de Arujá

 

Em comemoração aos 30 anos da Elite Cívica (antiga Guarda Mirim) de Arujá, foi montada, na última semana, uma exposição no Centro de Convivência da Criança e do Adolescente (CCCA) do Centro com arquivos fotográficos e documentais dos mais de seis mil arujaenses que já passaram pelo projeto.

Cerca de 300 pessoas prestigiaram os brasões históricos, medalhas, fichas individuais de matrículas, imagens de desfiles em eventos tradicionais e formaturas do grupo referentes às últimas três décadas.

Com 30 anos de história, o grupo participa anualmente do aniversário da cidade, da festa do Padroeiro, da abertura da Expo Aflord e de encontros oficiais. Em outros municípios, alunos de diferentes gerações já desfilaram em festas, formatura da Aeronáutica no Campo de Marte, em São Paulo, entre outros compromissos.

À frente da Guarda Mirim de Arujá desde o começo, o comandante Hélio Rosa, 60, conta que o trabalho iniciado em 1986 rende muitos frutos à cidade, formando cidadãos para o mercado de trabalho e para a vida.

Segundo o comandante, o objetivo do projeto, que é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência Social, sempre foi tirar os adolescentes das ruas e da ociosidade com atividades voltadas à civilização, disciplina, educação, civismo e patriotismo.

“É gratificante ver os alunos que já passaram por aqui crescerem e se desenvolverem”, declara Hélio, mostrando álbuns com imagens das primeiras turmas.

Um que fez parte da primeira turma da Guarda Mirim foi Manoel Correia de Araújo, 44, hoje servidor público da Prefeitura de Arujá. Na época, Manoel era um rapaz que não sabia ainda que caminho profissional poderia seguir.

“A Guarda Mirim foi muito importante, pois lá eu aprendi muitas coisas e fiz cursos profissionalizantes que me abriram portas”, afirma.

De geração para geração

A aluna Larissa Vitória, 13, relata que entrou na Elite Cívica motivada pelas histórias de sua mãe, Amanda Cardoso, sobre o período em que esteve na Guarda Mirim.

Há 27 anos no projeto, o tenente João Batista da Silva, 36, diz que atualmente o grupo conta com 150 alunos e que muitos deles têm familiares que já passaram pelo grupo em outros tempos.

Matrículas

Adolescentes entre 12 e 18 anos que tiverem interesse em participar da Elite Cívica de Arujá podem se matricular no Centro de Convivência da Criança e do Adolescente (CCCA, antigo Pró-Menor), equipamento mantido pela Secretaria Municipal ee Assistência Social, localizado na Rua Antônio Afonso de Lima, 276, Centro.

Os arujaenses que quiserem conferir os arquivos históricos da Guarda Mirim podem entrar em contato com o CCCA e agendar uma visita.

Outras informações podem ser obtidas no telefone 4655-2900.