Exames em atraso por falta de pagamento

A coleta de exames já está suspensa nos postos até que a prefeitura regularize o pagamento ao laboratório contratado pela Secretaria Municipal de Saúde

Saúde Em 27/09/2019 20:35:02

Por Érica Alcântara

"Nosso fornecedor bloqueou o sistema, já estamos conversando com a secretária de Saúde Estela Santana, desde quinta-feira (dia 19/09), alertamos que isso aconteceria, porém, a mesma ignora as ligações e mensagens que são enviadas”, diz Diogo Chaves diretor administrativo do Laboratório de Análises Clínicas Carlos Rocha, empresa responsável por todos os exames clínicos feitos nos Postos de Saúde de Santa Isabel.

O vereador Reinaldo Nunes esteve na base do laboratório na manhã de quinta-feira (26/09), segundo ele para entender porque os resultados dos exames não estão sendo entregues aos pacientes. À tarde, a Prefeitura divulgou uma nota informando que já notificou o laboratório por causa dos atrasos.

Reinaldo diz que antes de procurar o laboratório esteve na secretariada de Saúde, e lá nenhum funcionário soube lhe explicar as causas do problema. “O laboratório me informou duas situações: 1º -a prefeitura não paga pelo serviço que contratou. 2º - as amostras não são identificadas corretamente e quando as fichas são preenchidas somente com iniciais de nomes, ao invés do nome completo dos pacientes, isso não só dificulta a identificação como exige o descarte da amostra e o paciente precisa refazer todos os exames. Um total despreparo da atenção básica”, descreve Reinaldo.

Enquanto isso, em seu lar, a mãe da pequena A.M. da L.M., de 03 anos, aguarda há 52 dias pelo resultado dos exames de sangue, fezes e urina. “Todo foram colhidos na UBS do Brotas. São exames de rotina, mas até que fiquem prontos, não posso agendar o retorno no pediatra que demora um mês só para abrir a agenda”, lastima A.M.M..

O que diz a Saúde

A Prefeitura de Santa Isabel informa que notificou quatro vezes o laboratório que presta serviços ao município. “Cobramos agilidade na entrega dos exames.O laboratório assumiu os serviços no dia 01/08/2019, mas já foi notificado nos dias 19/08, 04/09, 19/09 e 20/09”, descreveu.

Para resolver o problema, a Prefeitura destaca que está em andamento na diretoria de Licitação a realização de um processo licitatório para a contratação de uma nova empresa para atuar no município.

O que diz o Laboratório

O Laboratório de Análises Clínicas Carlos Rocha informa que a primeira fatura foi emitida no valor de R$50.140,36, referente ao período de 05/08 a 23/08, conforme solicitado pela prefeitura e está vencida há 20 dias. “A segunda fatura vence na segunda-feira. Nós arcamos com a folha de pagamento de todos os funcionários, mas atrasamos com os fornecedores que nos bloquearam”, lamenta o diretor administrativo da empresa, Diogo Chaves.

No papel

Por mais de 20 anos, o gerenciamento dos exames laboratoriais foi realizado pela Santa Casa de Misericórdia, mas em agosto de 2019 a Prefeitura de Santa Isabel, ainda em parceria com a entidade, passou a assumir os serviços na cidade.

Os exames continuam sendo feitos no laboratório da própria Santa Casa, mas sob gestão da empresa Carlos Rocha ao custo mensal de até R$79.866,36. Na ocasião da mudança de gestão a secretária de Saúde, Estela Santana, informou que a mudança tinha o objetivo de agilizar os processos administrativos.

De acordo com o contrato, cláusula sétima, em caso de atraso de pagamento, por culpa exclusiva da administração, o laboratório tem direito a aplicação de compensação financeira.

O que diz a Caminho de Damasco

A Sociedade Beneficente Caminho de Damasco informa que as coletas de exame são feitas nos postos de saúde geridos pela SBCD: “Ressaltamos que os frascos são identificados com as iniciais dos nomes e data de nascimento, em conjunto com o pedido médico, onde constam todas as informações necessárias relacionadas especificamente a cada paciente”.