ESGOTO VAZA NO CDHU

Para esvaziar a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) dos prédios do CDHU, funcionários da Prefeitura de Santa Isabel usaram um sistema ortodoxo: quebraram a tubulação que liga as células da ETE ao vertedouro de esgoto tratado

Saúde Cidades Em 16/05/2013 10:45:46

Para esvaziar a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) dos prédios do CDHU, funcionários da Prefeitura de Santa Isabel usaram um sistema ortodoxo: quebraram a tubulação que liga as células da ETE ao vertedouro de esgoto tratado. O volume do esgoto encontrou a tubulação totalmente quebrada provocando quatro vazamentos no trecho da estrada que liga os prédios à entrada do aterro da Anaconda. O maior deles, bem próximo ao portão principal do Aterro.

Morador diz que o esgoto, onde se vê a espuma dos detergentes utilizados nas residências e resíduos de vaso sanitário, está contaminando o solo e nascentes em propriedades rurais da região. Todo o esgoto está escorrendo pelas galerias de águas pluviais para um lago em uma propriedade particular.

Valmir dos Santos, presidente da AMOSCA (Associação dos Moradores do Cachoeira), diz que Prefeitura deveria ter retirado o esgoto da ETE antes de abrir para desentupir os drenos. Ele suspeita que no processo de construção, a conexão entre as células de tratamento do esgoto e a tubulação de esvaziamento do sistema não tenha sido feita, o que provocou a extravasão denunciada na semana passada que pode ensejar uma multa para a Prefeitura.

Valmir diz que comunicou à polícia ambiental o acidente e a contaminação que, segundo ele, contamina inclusive o rio Paraíba do Sul, em cuja bacia o ribeirão do Parateí deságua.