Dívida de Santa Isabel pode chegar a R$40 milhões

“Conquistar a confiança do povo na administração pública foi até agora o maior desafio e, sem dúvida, tem sido a nossa maior vitória. Peço a colaboração de todos, pois juntos avançaremos”, diz o Prefeito de Santa Isabel, Carlos Chinchilla

Cidades Em 12/02/2021 20:39:24

Por Érica Alcântara

Na manhã de ontem, 12/02, o Prefeito de Santa Isabel Dr. Carlos Chinchilla concedeu uma entrevista exclusiva ao Jornal Ouvidor. Em pauta estavam os 30 primeiros dias de gestão, que acabaram por revelar o que Chinchilla chama de “armadilhas deixadas pela gestão passada”. 

Além de confirmar que não havia material, nem licitação em andamento para compra de itens necessários para a manutenção das estradas, o Prefeito alertou que já identificou uma dívida de R$17 milhões e que esse valor pode aumentar, mais que dobrar.

Segundo Chinchilla, a todo momento a prefeitura recebe cobranças e esse valor pode chegar a R$40 milhões, proveniente de dívidas com Sabesp, falhas nos pagamentos junto à Receita Federal e outras origens que, somadas, podem levar o município a acumular precatórios como a cidade vizinha Igaratá.

“Estamos identificando as armadilhas deixadas por pessoas mal-intencionadas que incluem ‘fazer olhos cegos’ para regularização fundiária, recolhimento de impostos federais entre outros. Graças ao pessoal do Jurídico e da Finanças conseguimos reverter, por exemplo, o problema do contrato com a CECAM, responsável pelo sistema de informática da prefeitura”, disse. 

Sobre o contrato da coleta de lixo, Chinchilla reiterou que “as falhas no cumprimento do contrato pela antiga prestadora do serviço tornaram inviável a prorrogação do contrato que já estava vencendo”, salientou.

Chinchilla disse que a empresa dispensada questiona na Justiça a legalidade do processo emergencial devido a diferença entre o calendário real e o calendário orçamentário/ fiscal, “mas este último recebemos com aproximadamente 15 dias de atraso. Entramos pagando empenhos do dia 16 de dezembro”, explicou.

Doa a quem doer, Chinchilla garante que vai arrumar a casa e continuar revendo todos os contratos. “Já sofremos ameaça, mas não vamos parar”, garantiu o Prefeito.

Ainda em relação aos contratos, Chinchilla revelou que dentro da LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2021, elaborada no ano passado, não há previsão de recursos para o serviço de coleta de lixo. “Havia previsão orçamentária até abril, mas depois disso nada, se os vereadores não me dessem condições de trabalhar livremente o remanejamento de até 10% do orçamento, não haveria verba para manter este serviço em dia. Outra armadilha que recebemos”, revelou.

Outro contrato que pode sofrer alteração está na saúde, Chinchilla destacou que não pode haver falhas no atendimento e já notificou a empresa Caminho de Damasco, pois nesta semana ele próprio atendeu pacientes no Posto de Saúde do Bairro Cachoeira, em razão da falta de médico na unidade de saúde. “Estamos cobrando o calendário de agendamento ambulatorial no posto, e um médico coringa que, na falta de um profissional, o posto receba rapidamente um substituto”, disse. 

Sobre as estradas, foco de diversas reclamações em período de chuva intensa, Chinchilla destacou que já recuperou 100km de estradas e, devido à falta de material e de licitação de compra, “a manutenção das estradas contou com a criatividade dos servidores municipais para dar acessibilidade nas estradas que ficaram mais comprometidas, ou intransitáveis”, disse.

A entrevista completa com o Prefeito de Santa Isabel, você acompanha no Youtube do Jornal Ouvidor.