Desemprego cai em Arujá e Santa Isabel

Números dizem que situação melhorou, mas na prática desemprego ainda é uma realidade. Cidades e empresas da região segundo pesquisa, passam a respirar e, previsão é que melhore

Empregos Em 10/11/2017 19:08:08

Dados confirmados pelo Seade e pela Fundação Diese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), revelam que Arujá e Santa Isabel foram as cidades da Zona Leste da Grande São Paulo que registraram queda no desemprego em 2017. De 21,3% em agosto, para 20,7% em setembro.

Na prática, a realidade é diferente. Lio Ferreira de 50 anos completou dez meses desempregado, ele conta que vai todos os dias ao Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Santa Isabel a procura de uma vaga, mas além de lutar contra o desemprego, Lio também luta contra o preconceito com sua idade.

Ele revela que por várias vezes, ao chegar no PAT de Santa Isabel para se cadastrar nas vagas de emprego, as atendentes se recusaram a cadastrá-lo ou entregar as cartas de encaminhamento pelo fato de ser mais velho que os outros concorrentes, “elas me disseram que ele está velho demais. Falaram que é só dos 18 aos 40 anos que pode concorrer as vagas”, lamentou.

Lio fala que procurou ajuda até dos vereadores e da Prefeita, mas segundo ele, nenhum dos poderes pôde fazer nada para ajudá-lo e ainda revela que sofreu pressão de um dos assessores da Prefeita.

Lio se formou num curso de vendedor, trabalhou de repositor de supermercado e até de ajudante-geral e agora, para garantir seu sustento diário e pagar o aluguel da casa, ele faz bicos: “Para ter o que comer capino lotes aqui na cidade”, explica.

- Não quero sofrer mais discriminação por conta da minha idade. Peço a Deus que dê tudo certo, preciso trabalhar, faço qualquer coisa.

Em resposta, a Prefeitura afirma que esta não é a política de atendimento do PAT, que o setor atende a todos os trabalhadores e, o ocorrido se deu pelo fato de ser a política de algumas empresas: “Existem empregadores que exigem o Programa Menor Aprendiz”, afirma a representante do PAT.

O setor revela que neste mês disponibilizaram 51 vagas de emprego e 171 pessoas foram enviadas a estas vagas, uma média de 17 encaminhamentos por dia.

Arujá também foi questionada sobre quantos empregos foram disponibilizados através do PAT, mas não respondeu. 

Dados do CAGED

De acordo com dados anuais do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho), Arujá aconteceram 5.591 admissões enquanto demissões foram 5.342. Em Santa Isabel, foram 2.519 admitidos e 2.316 demitidos.

Para o representante da CIESP (Centro de Indústrias do Estado de São Paulo), Fabiano Falconi, o dado é importante e, nos últimos três meses, ouviu de empresas da região, que o vento sopra a favor. Fabiano admite que atualmente a situação das empresas da região melhoraram e aquelas corporações que sofreram cortes, hoje recontratam sua mão de obra. Para ele, a perspectiva para 2018 será bem melhor que 2017.