Dengue: Saúde instala faixas em áreas com risco de transmissão

A Secretaria de Saúde instalou faixas em áreas da cidade com risco de transmissão de dengue.

Saúde Em 08/05/2019 18:36:38

por Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Arujá

A Secretaria de Saúde instalou faixas em áreas da cidade com risco de transmissão de dengue. É mais uma medida para alertar a população e pedir contribuição no combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti. O município tem 56 casos confirmados da doença, sendo 31 no Parque Rodrigo Barreto e quatro importados.

“Os agentes de controle de vetores têm feito nebulização (aplicação de inseticida), bloqueios, mutirões de fins de semana, conversado pessoalmente e distribuído informativos à população. Sem o envolvimento efetivo dela este trabalho é muito prejudicado porque fica impossível eliminar totalmente o mosquito”, explica a diretora de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde, Mirian Miletti.

As faixas foram instaladas no Parque Rodrigo Barreto (uma na Avenida Armando Colangelo  e duas na Av. B), no Centro Residencial (Rua Pedro Severino Martins), que tem sete casos da doença, e na região central (Ruas Rio de Janeiro e São Paulo).

Bairros

Além de Barreto e Residencial, 11 bairros têm casos de dengue em Arujá: Jardim Planalto (3), Center Ville (2), Jordanópolis (2), Arujamérica (2), Mirante (2), Jardim Pinheiro (2), Caputera (1), Copaco (1), Corrêas (1), Vila Pilar (1) e Jardim Renata (1).

“Os números nos preocupam e demonstram que há risco em todas as regiões da cidade”, diz Mirian.

Combate

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, 80% dos criadouros estão dentro das casas e os principais motivos desta realidade são o armazenamento incorreto de água, vãos nas caixas d’água e recipientes esquecidos ou deixados no quintal.

 

Por isso, apoiar o trabalho dos agentes é fator importante no combate à dengue, mas não o único. É responsabilidade do cidadão colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira fechada; limpar calhas periodicamente, encher os pratos dos vasos de plantas com areia até a borda, trocar a água e lavar o vaso das plantas com escova, água e sabão pelo menos uma vez por semana; manter de boca para baixo as garrafas e recipientes que acumulam água, entre outros cuidados.