DENGUE FAZ AS PRIMEIRAS VÍTIMAS

Dois casos da doença foram confirmados em Santa Isabel essa semana e ainda existem mais cinco suspeitos. Os 16 casos confirmados esse ano em Arujá ultrapassam os 15 registrados em todo o ano de 2013. Os pacientes de Santa Isabel garantem que não deixaram a cidade. Em São Paulo já foram registrados mais de três mil casos.

Saúde Em 26/04/2014 12:26:36

Dores fortes atrás dos olhos e em todo o corpo, febre de 38° graus, ânsia de vômito e manchas vermelhas nos braços e pernas são os sintomas que G. P. 17, morador do Bairro Pq. Santa Tereza apresentou no domingo, 13, quando estava em casa com a família. O jovem é o primeiro caso de dengue confirmado em Santa Isabel neste ano. Além dele,na manhã de quinta-feira,um morador do Bairro Jd. Novo Éden de 45 anos foi diagnosticado com o vírus. 

A mãe do adolescente, Patrícia Cristiane da Silva, 36, conta que o filho começou a passar mal na manhã de domingo, dia 13, sem conseguir manter-se em pé e queixando-se de dores ela e o marido o levaram para o Hospital AMA(Assistência Médica Ambulatorial) de Arujá onde possuem convênio. G. ficou em observação e fez exames médicos, voltando para casa horas depois: “No dia seguinte voltamos ao hospital e ele fez novos exames, os primeiros deram não reagente sob a suspeita de Dengue”, conta a Mãe. 

Entretanto, um teste considerado caseiro manteve as suspeitas dos médicos, uma enfermeira da unidade amarrou uma fita no braço do adolescente, fez um círculo com a caneta e as manchas vermelhas foram se alastrando pelo corpo ultrapassando a linha desenhada a caneta,a partir daí os médicos insistiram em tratar o caso como Dengue.

Patrícia e o filho garantem que não viajaram para nenhum outro município nos últimos meses: “Minha rotina é ir à missa todos os domingos na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, passar no centro e comer um lanche e depois voltar para casa, um final de semana ou outro vamos ao Bairro Vila Guilherme visitar meu pai”, explica o rapaz. O jovem diz que no sábado, 12, esteve na quadra do Bairro Vista Verde, onde jogou bola com uns amigos e todos se queixaram dos inúmeros pernilongos que os atacavam enquanto jogavam: “Lá tem muita água parada, depois daquele dia nem meus amigos voltaram à quadra”, salienta.

Na segunda-feira, 21, um novo exame do laboratório Deliberato do Hospital AMA confirmou que o isabelense está com Dengue. Ele não chegou a ficar internado, além do AMA a família buscou atendimento no Hospital Nipo Brasileiro de Guarulhos, onde os médicos também detectaram o vírus.

Foi a Mãe que, por cidadania, informou o ocorrido à secretaria de Saúde de Santa Isabel. Patrícia conta que pediu a pulverização com veneno em volta de sua residência temendo que possa haver na regiãofocos do mosquito (Aedes Aegypti) transmissor da doença: “Eles me responderam que estão com o estoque de veneno pulverizador vazio e contam com um veneno que mata somente a larva, mas não afeta o mosquito.É necessário que algo seja feito com urgência, pois não dá mais para viver achando que o vírus não está entre nós, pois está e infelizmente meu filho o adquiriu. Amanhã poderá ser uma criança ou um idoso com imunidade baixa e qual será o fim dessa pessoa?”, questionaPatrícia.

O jovem que cursa o ensino médio na ETEC de Santa Isabel ficou uma semana de repouso em casa, perdeu três provas, masjá voltou às aulas.

A secretaria de Saúde de Santa Isabel informa que o caso está registrado no departamento como suspeita, pois o exame foi feito em um laboratório particular: “Consideramos somente os resultados de exames feitos pelo Instituto Adolfo Lutz, que é o laboratório responsável em fazer essa coleta em todo o Estado e que possui credenciamento do Ministério da Saúde para isso. No caso do Adolescenteo tratamento foi feito em Arujá e, apresentando as suspeitas, a Vigilância Epidemiológica de lá deveria ter nos notificado, algo que não ocorreu, pois só tomamos conhecimento pela mãe que nos procurou”, informou a Secretaria.

A diretora do Departamento de Higiene e Prevenção a Saúde – DHPS de Santa Isabel,Estela Santana, explica que depois que Patrícia procurou a Secretaria os funcionários do controle de endemias realizaram,“no mesmo dia”, enfatiza, uma vistoria no entorno da residência e nas casas vizinhas para detectar possíveis criadouros do mosquito.

“Temos larvicida, contudo, para exterminar o mosquito já adulto o ideal é a pulverização das áreas e esse é um trabalho feito pela Superintendência de Controle de Endemia do Estado, já os notificamos do caso, mas eles estão atendendo outros municípios onde já foi decretado estado de emergência”, explica.

A Secretaria informa ainda que já solicitou a compra de veneno para fazer a pulverização em alguns bairros.

Segundo caso confirmado

Na manhã de quinta-feira, 24, a Secretaria recebeu um relatório do Instituto Adolfo Lutz que confirmou que dos 13 casos suspeitos de 2014 em Santa Isabel um deu positivo: “o de um morador de 45 anos, do Bairro Jd. Novo Éden que também trabalha no município”, diz a Diretora.

De acordo com Estela, o paciente deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento – UPA há três semanas e já com a suspeita os médicos fizeram a coleta de sangue para análise: “O paciente fezo tratamento em casa e passa bem”, informa.

Medidas de prevenção

A secretaria Municipal de Saúde alerta para os cuidados que os moradores devem tomar para evitar a procriação do mosquito como não deixar água parada em vasos de plantas, garrafas de bebidas, calhas de telhado: “Baldes e caixas d’ água devem permanecer devidamente fechados”, alertou.

A dengue é uma doença que tem uma duração média de sete dias, podendo ser leve, mas também apresentar sinais de agravamento como sangramento e vômitos intensos: “A partir dos primeiros sintomas o paciente deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa, guardar em repouso e beber bastante água”, disse Estela.

A Diretora ressalta que a Secretaria realizará nos próximos sábados o trabalho de intensificação do combate a Dengue nos bairros que também é feito durante os dias úteis da semana. Mais informações pelo telefone da secretaria Municipal de Saúde 11 4656-4444.

Capital da Dengue

Nos primeiros quatro meses de 2014, de um clima atipicamente seco, os casos de dengue na capital paulista já ultrapassaram os registros do ano passado inteiro. Segundo balanço parcial da secretaria de Saúde de São Paulo, até quarta-feira, dia 23, mais 3.000 pessoas já foram infectadas com a doença.

De acordo com dados da empresa Pássaro Marrom, aproximadamente 41 ônibus saem diariamente de Santa Isabel com destino à Estação Armênia na capital, o equivalente a 2.300 pessoas.

 

 

Reportagem: Bruno Martins


Combate à Dengue

Previna-se contra a Dengue / Foto: Divulgação Previna-se contra a Dengue / Foto: Divulgação Sintomas da Dengue / Foto: Arte G1 Tratamento da Dengue / Foto: Arte G1