Defesa da Represa do Jaguari

Prefeita Fábia Porto informa que defenderá o reservatório direto no Ministério e conta com o apoio do vice-presidente da República, o General Hamilton Mourão

Cidades Em 16/10/2020 20:18:54

Por Érica Alcântara

De acordo com os dados divulgados no dia 15/10 pela Agência Nacional de Água – ANA, o Reservatório do Jaguari perde 390% mais água do que recebe. Enquanto a represa capta 10m3/s, é bombeado 7m3/s para Atibainha (pertencente ao Sistema Cantareira) e 41m3/s é mandado para o Estado do Rio de Janeiro.  

Nos últimos 30 dias a Represa do Jaguari perdeu 12,42% de volume útil (VU), chegando na última quinta-feira a marca de 23,24% VU. A medição oficial do ONS - Operador Nacional do Sistema Elétrico estima que o nível da represa baixou 3,3metros em 36 dias (entre 08/09/2020 e 14/10), mas os pescadores amadores de Santa Isabel suspeitam que esta baixa é ainda maior.

No Comitê de Bacias Hidrográficas do Paraíba do Sul, Santa Isabel representa Igaratá, Arujá e Guarulhos por isso cabe ao município a responsabilidade de defender a represa não só por interesses de autopreservação, mas pelo encargo que chamou para si ao representar a região.  

No dia 15/10 a prefeita Fábia Porto esteve no Programa De Frente com o Ouvidor e falou que desde 2017, anualmente solicita para a Agência Nacional de Água a redução do volume de água mandado para o Rio de Janeiro.

Em tratativas com a Sabesp Fábia defende que a estatal tome todas as providências necessárias para garantir o abastecimento dos lares isabelenses. 

“O município não é o gestor que define o volume de água que sai do reservatório, essa função é da União. Por isso estou agendando uma reunião para semana que vem com o Ministério de Minas e Energia para defender a Represa Jaguari direto no ministério. Contaremos o vice-presidente da República, o General Hamilton Mourão nesta agenda”, disse a Prefeita.

A entrevista completa com a Prefeita Fábia Porto você confere no Youtube do Jornal Ouvidor.

CONSULTA POPULAR

Está aberta a consulta pública para o Plano Estadual de Recursos Hídricos 2020-2023 (PERH). 

O PERH é um instrumento de gestão que orienta a implementação da política estadual de recursos hídricos (lei nº 7663/91), definindo as diretrizes para utilização das águas, bem como as medidas para sua proteção e conservação, de modo a garantir sua disponibilidade – em quantidade e qualidade adequadas – para os diferentes usos para as futuras gerações. 

Para que as propostas sejam incluídas no campo correto é importante que se faça a leitura prévia do Plano acessando a página do Sistema Integrado de Gerenciamento dos Recursos Hídricos (SIGRH):  www.sigrh.sp.gov.br//perh20202023

Os interessados em defender a Represa do Jaguari podem registrar sua manifestação, junto ao Plano Estadual de Recursos Hídricos, preenchendo o formulário: 

https://forms.office.com/Pages/ResponsePage.aspx?id=zbB4Oo58KUmD1RkKbMATZWSVar_Dey9Dn1kXNicmrtpUMk1aUkVNTzJIVTg3OVhLWVpQUko1MEE1Si4u&qrcode=true