Cresce 200% casos de tentativa de homicídio em Arujá

Mas o quadro geral de avaliação da Secretaria de Segurança do Estado apresenta queda da criminalidade em Arujá em diversos itens de avaliação.

Segurança Pública Em 09/02/2018 17:26:22

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, divulgou neste mês os indicativos de crimes nas regiões metropolitanas do Alto Tietê, entre elas está Arujá, com dados de 2017. 

Em Arujá, os casos de homicídios nos anos de 2016 e 2017 ficaram empatados em 11 ocorrências registradas. Em relação aos crimes de tentativa de homicídio, em 2016 foram quatro, em 2017, 12 casos, um aumento de 200%. Nos casos de lesão corporal culposa no trânsito, quando não há intenção de machucar, houve queda de 6% em relação ao mesmo período, fechando 2017 com 134 ocorrências. Os crimes de latrocínio, roubo seguido de morte, em 2016 não houve nenhum caso, no entanto, foi registrado um em 2017.

Os crimes de estupro, em 2016 Arujá registrou 34 casos, já em 2017 foram 26, queda equivalente a 24%. Contudo, casos de estupro de vulnerável, menores de 14 anos e pessoas com enfermidades ou deficiência, houve aumento de 45%, de 11 para 16 em 2017. 

As ocorrências de roubo, caíram 19% na cidade, de 538 para 437 em 2017. Roubo de veículos, também tiveram queda, o equivalente a 7%, 179 em 2016 e 167 em 2017.

Em 2016 foram 45 casos de roubo de carga, já em 2017 foram 100 ocorrências, um aumento de 122%. Por outro lado, casos de furtos tiveram queda de 18%, de 693 para 566 em 2017. Furtos de veículos sofreu um aumento de 9%, 183 em 2016 para 200 no ano passado.

COMBATE AO CRIME

Cresce também o combate à criminalidade, o Capitão destaca que prendeu 334 meliantes no ano passado e 203 em 2016, em ocorrências por tráfico foram 90 em 2017 e 42 no ano passado e armas apreendidas de 21 para 28 no mesmo período.

Em relação as ocorrências que registraram a queda da criminalidade, o Capitão da Polícia Militar de Arujá, Rodrigo Fernandes, ressalta que a PM atua incisivamente no combate aos crimes da cidade. “A grande alta no crime de tentativa de homicídio, não significa que Arujá é insegura, ao contrário, ocorrências deste tipo são classificadas como briga entre vizinhos ou até acidente de trânsito, mas nada que gere impacto na segurança da cidade”, explica o Capitão.

“Este ano prendemos mais, reduzimos os casos de roubos, redução de homicídios e roubos de veículos. Houveram aumento nas apreensões de armas. A Polícia Militar trabalha diariamente para garantir a segurança de todos”, finaliza o Capitão da PM.