Correios atrasam as entregas em Igaratá

A falta de funcionários na cidade prejudica a distribuição de encomendas e a vida dos cidadãos

Cidades Em 16/03/2013 12:44:53

O sistema dos Correios continua aborrecendo a população de Igaratá com escassez de funcionários e atrasos na entrega. Desde novembro de 2012 as reclamações dos munícipes só aumentaram. Preocupados com os atrasos moradores vão até a agência procurar informações e, segundo funcionários, o problema está na falta de pessoal para realizar o serviço.

Aos finais de semana um único funcionário é visto na cidade fazendo as entregas a pé, pois a motocicleta que existia para as localidades mais distantes não é mais vista há tempos. Com a falta de funcionários, muitas correspondências ficam paradas na agência acumulando e as contas vencendo o prazo de pagamento.

A fila na agência aumenta a cada dia, com maior número de pessoas buscando suas correspondências e encomendas. Os mais afetados são os que moram em regiões distantes do centro.

Apesar das reclamações, os funcionários alegam que a colocação de novos carteiros depende diretamente de ordem da administração regional, sendo que a agência de Igaratá não pode por si só solucionar o problema. “Minhas contas chegaram depois da data de vencimento e agora eu pago a mais por isso”, lamenta uma munícipe.

A assessoria de imprensa dos Correios afirma que Igaratá conta atualmente com dois carteiros para realizar as entregas. “A distribuição domicilar no município está sendo realizada de maneira sistematizada”, garante. 

Os Correios afirmam ainda que verificaram a ocorrência de atrasos nas entregas e tomaram providências para equacionar as inconformidades. “Estão sendo alocados recursos de outras cidades da região para normalizar a distribuição”, explicam.

Sobre a falta de uniformes para os funcionários, os Correios esclarecem que seu corpo funcional trabalha identificado. Contudo, não se manifestou a respeito da única motocicleta não estar mais disponível para as entregas.

As pessoas que se sentirem lesadas com o atraso nas entregas e tiverem prejuízos podem entrar com uma reclamação no PROCON (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor), que em Santa Isabel fica localizado no prédio do Cejusc (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania) na Praça da Bandeira, o horário de atendimento é das 9h às 17h, é necessário levar duas cópias do RG (Registro Geral), duas cópias do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e duas cópias do comprovante de residência. Assim que o cidadão formalizar a reclamação, o Procon encaminhará uma notificação para os Correios .