Corra e tenha mais saúde

Exercício traz diversos benefícios para a saúde, mas é preciso preparo para iniciar a atividade

Esportes Em 03/08/2016 12:49:21

 

 

Não é segredo nenhum que qualquer exercício físico contribui para a saúde e qualidade de vida. No entanto, uma atividade especifica vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil: a corrida de rua. Dados da Federação Paulista de Atletismo (FPA) apontam um aumento de 15% no número de corredores no Estado de São Paulo. Ainda segundo o levantamento, 600 mil corredores participaram das provas oficiais no último ano.

Muitos fatores vêm contribuindo para esta evolução, dentre eles, a busca por uma vida mais saudável. A prática da atividade, por exemplo, reduz a pressão arterial, pois aumenta o bom colesterol (HDL) e diminui o mau colesterol (LDL), sendo este último o que se acumula nas artérias. Ou seja, auxilia na prevenção de ataques cardíacos e derrames cerebrais, além de outras doenças cardiovasculares.

Além disso, por ser um exercício aeróbico, contribui para a manutenção da saúde do sistema cardiovascular, ao fazê-lo trabalhar de forma mais eficiente. Isso porque, se feito com regularidade, deixam o coração e as outras partes desse sistema mais fortes e os ajudam a trabalhar com mais eficiência. Os pulmões também se exercitam em função do aumento da frequência respiratória durante uma corrida.

Para garantir todos esses benefícios durante a corrida, é necessário seguir algumas dicas. Confira a seguir as orientações da unidade MIP (medicamento isento de prescrição) do Aché Laboratórios.

 

1.    Refeição: Alimente-se duas horas antes da atividade, assim dá tempo de fazer o processo de digestão;

 

2.    Hidratação: Beba bastante água antes, durante e depois da corrida. Estar devidamente hidratado é fundamental em qualquer atividade física;

 

3.    Vestuário: Use um tênis específico para corrida e, de preferência, que já tenha sido utilizado anteriormente. Calçados novos podem prejudicar a pisada e causar lesões. Vista roupas leves e confortáveis e que não limitem os seus movimentos;

 

4.    Alongue-se: Faça o aquecimento e alongamento trinta minutos antes do treino;

 

5.    Dores: Faça compressas de gelo nos locais doloridos. Medicamentos com diclofenaco dietilamônio também são indicados, pois o princípio ativo age na inflamação combatendo a dor. Uma boa opção é o Biofenac, que possui ação analgésica e anti-inflamatória para diminuir o inchaço e a dor na região. Trazendo, dessa forma, alívio imediato às lesões causadas pelo esforço no treinamento.

 

6.    Frequência: Para criar resistência, comece com caminhadas, depois passe aos trotes (corridas leves, mas com passadas mais curtas) até, finalmente, iniciar corridas de curtas distâncias. Os percursos devem ser aumentados gradativamente. No começo, é importante intercalar um dia de atividade com um dia de descanso e os corredores iniciantes não devem se importar com a velocidade, que só deve aumentar quando o corpo estiver preparado para isso;

 

7.    Postura: Procure manter o tronco ereto, olhando sempre para o horizonte. Mantenha os cotovelos flexionados em 90° e os ombros soltos. Prefira passos curtos ao invés de longos e não toque o calcanhar no chão. A postura correta aumenta a desempenho e evita lesões.

 

Lembre-se: ao iniciar qualquer tipo de modalidade esportiva é fundamental realizar uma avaliação médica e física e conferir como anda o funcionamento do organismo. Também é importante à orientação de um educador físico, assim, será possível garantir que os treinos sejam executados em um ritmo seguro e saudável.