Concurso da Educação SP vai contar em vídeo vida e obra da escritora Lygia Fagundes Telles

Estudantes do Fundamental e Médio devem enviar material até 15 de maio; vencedor conhecerá a Academia Paulista de Letras

Educação Cidades Em 17/04/2017 11:17:38

Assessoria de Imprensa Secretaria da Educação do Estado de SP

 

Foi na antiga escola Caetano de Campos, hoje sede da Secretaria da Educação, que Lygia Fagundes Telles escreveu os primeiros textos. Décadas depois, a escritora é tema do novo concurso cultural da rede estadual de São Paulo aberto a alunos do Ensino Fundamental e Médio. Em vídeo, os candidatos vão contar a vida e obra da autora de “As meninas” e “Ciranda de Pedra”. Os primeiros colocados ganham certificados e uma visita guiada à Academia Paulista de Letras. O prazo final para envio do material é 15 de maio.

 

A primeira fase do concurso é local. As escolas devem escolher quais vídeos vão representar a unidade na etapa estadual. A criação deve ter, no máximo, 10 minutos e pode utilizar desenhos, trechos de vídeos e/ou áudios, imagens, fotos, sons, textos e entrevistas.

 

Na segunda etapa, são as Diretorias de Ensino as responsáveis por indicar os trabalhos finalistas. A Secretaria, então, selecionará 10 semifinalistas, que irão à votação online entre 21 e 30 de junho. O resultado sairá em 6 de julho. Serão avaliados fluência, conteúdo, qualidade técnica e originalidade. O regulamento completo e as fichas de inscrições estão no Portal da Educação, em www.educacao.sp.gov.br.

 

Imortal da Academia de Letras

A lista de obras e prêmios da escritora é bem extensa. Além da Academia Paulista de Letras, Lygia é imortal da Academia Brasileira. Em 2016, foi indicada ao Prêmio Novel de Literatura e, em 2005, foi agraciada com o Prêmio Camões (autores de língua portuguesa). São mais de 30 romances e contos. Boa parte foi adaptada para televisão e teatro e ganhou traduções em países incluindo França, Estados Unidos, Alemanha, Itália, Holanda, Portugal, Suécia, República Checa, Espanha.