Com início da estiagem no Corredor Dom Pedro, queimadas em abril superam 1º trimestre

Rota das Bandeiras contabilizou 68 ocorrências em abril, ante 48 focos entre janeiro e março

Trânsito Em 07/05/2018 18:31:49

por Comunicação da Rota das Bandeiras

O início do período de estiagem traz preocupação não somente por conta das doenças que o tempo seco provoca, mas também pelo aumento do número de queimadas. A Concessionária Rota das Bandeiras, responsável pela administração de cinco rodovias que formam o Corredor Dom Pedro, registrou em abril 68 ocorrências desta natureza, mais do que o acumulado nos três primeiros meses do ano. Entre janeiro e março, foram 48 focos de incêndio.

Historicamente, o período de maior incidência de queimadas ocorre entre julho e setembro. Mas, como o verão foi menos chuvoso em 2018, a preocupação é de que os próximos meses já tenham números elevados de focos.  Além de a fumaça prejudicar a visibilidade dos motoristas, os incêndios em áreas de mata podem afugentar animais silvestres, que muitas vezes acabam provocando acidentes nas rodovias.

A ausência das chuvas deixa a vegetação mais seca e ela acaba se tornando uma espécie de combustível para o início dos incêndios e a expansão do fogo. Entre os principais fatores causadores de incêndio estão cigarros arremessados por motoristas nas rodovias, utilização de fogo para limpeza de terrenos, queima de lixo, fogueiras, queimadas para fins agrícolas não autorizadas e balões.

Para combater os incêndios, a Concessionária posiciona os caminhões-pipa em pontos estratégicos da malha viária. Além disso, a frota de veículos de inspeção da Concessionária, que já circula ininterruptamente pelos 297 km de rodovias, possui abafadores para o combate de pequenas chamas. A Concessionária também conta com apoio do Corpo de Bombeiros, sobretudo em eventos de grandes proporções, e atua com supervisão da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

“Caso o motorista se depare com um incêndio, é necessário que ele reduza a velocidade e aumente a distância do veículo da frente. Além disso, é importante não ligar o pisca alerta e nem parar na faixa de rolamento”, destaca o coordenador de tráfego da Rota das Bandeiras, Murilo Perez. Outra medida importante é acionar o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) da Rota das Bandeiras. O telefone é o 0800-770-8070. O serviço gratuito funciona 24 horas.

Para alertar os motoristas sobre os pontos com queimadas, a Concessionária dispõe de painéis de mensagem variável (PMV) nas rodovias e também faz a sinalização dos locais com homens-bandeira.