Clínica Clandestina polui Boa Vista

Moradores do Km 55 reclamam do movimento das clínicas no bairro, bem como do esgoto que lançam na rua

Cidades Em 01/02/2019 22:49:25

por Érica Alcântara

A Chácara Santo Antônio, localizada na Rua Aristides de Souza Soares, no Bairro Chácaras Boa Vista é uma clínica clandestina de tratamento de dependentes químicos. Nela residem cerca de 50 homens em tratamento e a empresa já está expandindo para uma outra propriedade no mesmo bairro. Nenhum dos internos é de Santa Isabel.

Segundo informações, a Vigilância Sanitária do município esteve no local na terça-feira, 29/01, e pela segunda vez, desde 11 setembro de 2018, notificou o estabelecimento por falta do alvará. E desta vez também por desobediência a recomendação de que, na falta de regularização, dessem alta aos pacientes e não aceitassem novos internos.

A fiscalização sanitária de clínicas de dependentes químicos é de competência da Vigilância Sanitária de Mogi das Cruzes. Em Santa Isabel só existe uma clínica regularizada, de nome Redenção.

Perigo na vizinhança

Para os vizinhos, o medo e a insegurança aumentam na mesma proporção da expansão da clínica: “Acreditamos que são os próprios internos que cuidam do lugar, é comum eles pularem o muro e depois voltarem cambaleando. Também suspeitamos que pequenos furtos na região ocorrem durante estas fugas”, dizem os moradores.

Esgoto na Rua

Todo o esgoto da clínica é despejado numa caixa de esgoto do lado de fora da propriedade. Como o volume de sujeira é grande, a caixa não suporta a quantidade e a clínica admite que lança essa água fétida e insalubre na rede pluvial. Aí que o problema aumenta, a rede pluvial está entupida e o que se vê na rua é esgoto a céu aberto.

“Quando chove, a rua vira uma lama coberta de esgoto”, contam os moradores.

Até o fechamento desta edição o secretário de Obras e Planejamento, Marquinhos Pelicam, responsável pela fiscalização deste esgoto a céu aberto, não confirmou que medidas adotará para resolver o problema.

A clínica não retornou os contatos da reportagem.