Cidades debatem planejamento da região metropolitana

Em Santa Isabel o encontro foi polêmico, enquanto em Arujá houve pouca adesão e questionamentos

Cidades Em 10/11/2017 23:22:04

Em Santa Isabel a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (EMPLASA) gerou um enorme desconforto e indignação nos participantes da audiência pública de apresentação do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado – PDUI. No mapa de macrozoneamento da Região Metropolitana de São Paulo, o município aparece sem ocupação urbana consolidada.

Aparentemente, se o Estado sancionar como Lei a proposta que foi apresentada na noite de quinta-feira, 09/11, Santa Isabel ficará engessada por uma imensa área verde intocável para a indústria e a ocupação urbana.

Para surpresa dos organizadores, a Câmara Municipal ficou lotada, cerca de 150 pessoas marcaram presença e alguns moradores se manifestaram enfaticamente contra as propostas apresentadas. A técnica representante da Emplasa, Fabiana Pereira, enfatizou que o projeto é participativo e todos podem contribuir com propostas. Mas pouco ou nada a jovem técnica soube responder das perguntas que lhe foram direcionadas. “Faço parte de um grupo e não estou a par de todos os detalhes”, explicou.

A prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto, com o apoio de seu secretariado defendeu que o PDUI deve respeitar o macrozoneamento do Plano Diretor de Santa Isabel que, segundo ela, garante um crescimento sustentável respeitando as necessidades de desenvolvimento econômico da cidade. “Além disso, precisamos de mais mobilidade e queremos fazer parte do corredor metropolitano, Arujá já foi contemplada, agora é a nossa vez. Não aceitamos ficar à margem dos interesses da RMSP, pois Santa Isabel tem muito a oferecer e nosso crescimento depende disso, de uma verdadeira integração”, disse.

Participaram da audiência de Santa Isabel a deputada Ana do Carmo (PT) a representante do CONDEMAT - Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê, Solange Franco; a representante da EMPLASA, Fabiana Pereira; o representante do CIESP - Centro das Indústrias do Estado de São Paulo, Fabiano Falcone e vereadores. 

Encontro amistoso em Arujá

A Prefeitura de Arujá sediou na terça-feira, 07/11, a audiência pública do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado, o PDUI. O encontro aconteceu à noite, e foi num clima amistoso, sem muitos questionamentos. O Prefeito José Luiz Monteiro (PMDB) parabenizou o engajamento de alguns moradores do Bairro Pq. Rodrigo Barreto e outros poucos que participaram da reunião.

Como participar do PDUI

O PDUI é um instrumento legal de planejamento, criado pelo Estatuto da Metrópole, Lei Federal nº 13.089/2015. O objetivo deste Plano é estabelecer diretrizes, projetos e ações para orientar o desenvolvimento urbano e regional, para reduzir as desigualdades e melhorar as condições de vida da população metropolitana. O PDUI também fixa as bases de atuação conjunta entre estados e municípios.

O projeto é participativo, ou seja, todos podem contribuir com propostas de metas para a região, basta registrar suas ideias nas audiências públicas e/ou na plataforma digital (www.pdui.sp.gov.br), até 30 de novembro.

Em Santa Isabel a secretaria de Desenvolvimento Econômico disse que já está disponível para a comunidade, um computador e um ajudante na Praça Fernando Lopes, 32, das 8h às 17h, para que pessoas interessadas em apresentar propostas, possam acessar a plataforma digital.