Câmara pode cassar Chinchila

Lei Orgânica determina que a Declaração de Bens deve ser feita anualmente até o dia 31 de janeiro.

Política Em 04/02/2020 23:00:13

O vice prefeito de Santa Isabel, Dr Carlos Chinchila, pode ficar impedido de disputar as próximas eleições. Ele deixou de apresentar a declaração anual de bens conforme determina a Lei Orgânica do Município.

Apontado como o favorito ao cargo de prefeito nas próximas eleições o Médico, na condição de Vice Prefeito em exercício, deixou de cumprir o que determina o artigo 60.A, parágrafo único, da Lei Orgânica do município e não apresentou a sua declaração de bens.

A Câmara deverá se reunir nos próximos dias para avaliar se abre uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para estudar a omissão. Caso seja aberto os parlamentares que compuserem a comissão deverão ouvir as justificativas do Vice Prefeito, podendo recomendar a sua cassação, o que impedirá a sua inscrição como candidato nas próximas eleições.

Observadores do mundo político isabelense ponderam que, diante da quantidade de vereadores que compõem os interesses dos candidatos a prefeito, é possível que acatem a proposta de impedir a candidatura de Chinchila e votem a favor de sua cassação.

A reportagem entrou em contato com o Dr. Chinchila que, tranquilo, assegurou que não houve evolução de seu patrimonio e explicou que, em decorrencia do recesso parlamentar no Legislativo, não teve condições de entregar a sua declaração em tempo hábil. Ele disse também que na última semana de janeiro esteve atribulado com suas obrigações profissionais ficando impedido de entregar o documento e que o fará nesta quarta feira. O caso, segundo ele, esta nas mãos de Assessoria Jurídica que agirá conforme a necessidade.