Barragem pode ser ameaça a Igaratá

Barragem tem mais de 50 anos

Cidades Segurança Pública Turismo & Natureza Em 08/02/2019 19:09:44

Na tarde de ontem (sexta- feira 08/02) funcionários da Prefeitura Municipal realizaram junto com técnicos do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) uma vistoria na barragem localizada no bairro das Palmeiras, após a secretaria de Obras e Meio Ambiente receber, através do aplicativo da Ouvidoria, a mensagem de um munícipe alertando de possíveis danos na estrutura da represa.

Durante a visita técnica foram constatadas diversas fissuras na estrutura da barragem, inclusive o deslocamento de uma placa de concreto, com exposição dos ferros da armação da barragem. Por se tratar de um grande volume de água, aproximadamente 900.000 metros cúbicos, serão realizados novos estudos técnicos e estabelecida estratégias pelo DAEE. Todo esse material será encaminhado para os responsáveis pela área onde está construída para tomem as devidas providências. Atualmente em suas águas existem criação de peixes em tanque-rede e serve ao lazer e ao abastecimento de propriedades em suas margens.

Construída pelo fazendeiro proprietário da área, a represa do ribeirão das Palmeiras tem mais de 60 anos. No tempo da cidade velha já se temia que o rompimento da barragem destruísse a pequena cidade. O ribeirão das Palmeiras é, até hoje o principal manancial do abastecimento da cidade e em seu curso a Sabesp capta água para abastecimento da cidade e forma uma cachoeira utilizada pela população nos dias mais quentes.