Bandidos roubam caminhão da Prefeitura de Igaratá

Executivo agiu rápido e inseriu dados do caminhão no Sistema de Buscas da Polícia Rodoviária Federal

Segurança Pública Em 15/06/2018 19:37:05

Nesta sexta-feira, 15, três funcionários da Prefeitura de Igaratá que operavam no caminhão basculante placas FED 2014 na recolha de lixo pela estrada do Bonsucesso, foram surpreendidos por um carro Gol, com três homens que, simulando estarem armados, anunciaram o assalto. 

Depois de embarcar os funcionários no carro, um dos bandidos assumiu a direção do caminhão e seguiu em direção ao bairro da Harmonia, enquanto o Gol seguiu para Jacareí, onde os funcionários foram abandonados.

Tão logo o prefeito Celso Palau tomou conhecimento da situação determinou que um veículo da Prefeitura fosse a Jacareí buscar os funcionários e registrou p Boletim de ocorrência narrando o episódio. Segundo o documento, o caminhão já havia recolhido lixo em outro bairro da zona rural, mas ao manobrarem na estrada do Bonsucesso a pouco mais de um quilometro do Destacamento da Polícia Militar local, no momento em que manobravam o caminhão para iniciar o retorno, foram abordados pelo carro com os bandidos.

Depois das providências, de imediato o prefeito Celso Palau mandou que fosse feito o registro do roubo no sistema da Polícia Rodoviária Federal que dispara a todos os pedágios do da região as característica do veículo roubado. Segundo a PRF, se o registro for feito nos primeiros 60 minutos, as chances de recuperação do veículo são maiores. Em todos os pedágios e postos de fiscalização os radares são equipados com sistema OCR que lê a placa do veículo e aciona o alarme, possibilitando a detenção dos condutores.

- Com essa providência, diz o Prefeito, pelo menos saberemos se o caminhão, ano 2014, um dos mais novos da frota municipal, saiu de nossa região. Temos pedágio por todos os lados. Se não passar é porque está em um desmanche aqui ou nos município vizinhos!

De acordo com o site da PRF, o cadastro do veículo furtado ou roubado, também pode ser feito pelo número 191 ou pelo site: www.prf.gov.br/sinal