Banco do povo é inaugurado em Igaratá

Com a presença do secretário do emprego e relações de trabalho, José Luis Ribeiro, o prefeito Celso Palau entregou nessa quarta-feira (07/03/2018) o Banco do Povo.

Cidades Em 07/03/2018 18:37:28

por Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Igaratá

Com a presença do secretário do emprego e relações de trabalho, José Luis Ribeiro, o prefeito Celso Palau entregou nessa quarta-feira (07/03/2018) o Banco do Povo. A unidade de fomento da indústria, comércio e serviços está localizada no pavimento térreo da Prefeitura e deve, já a partir dessa semana, ajudar os pequenos empresários de Igaratá a melhorar suas atividades.

O Banco do Povo Paulista é o programa de microcrédito produtivo desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, em parceria com prefeituras está presente em 542 municípios e conta com mais 440 mil correntistas. O Banco do Povo Paulista tem como objetivo oferecer financiamentos para empreendedores formais ou informais, associações e cooperativas produtivas ou de trabalho, para capital de giro e investimento fixo. Com isso, pretende-se promover o desenvolvimento socioeconômico e a criação de oportunidades de emprego e renda, garantindo assim desenvolvimento com sustentabilidade. Atualmente o Banco cobra a menor taxa de juros praticada no país, apenas 0,35% ao mês pré-fixados.

Ao comemorar mais essa vitória de seu governo, o prefeito Celso Palau destacou a importância desse momento econômico no país lembrando que a população de Igaratá, carente de empregos, tem surpreendido com criatividade, improvisando e promovendo pequenos negócios, despertando a veia empreendedora com o objetivo de buscar a sustentabilidade. – O Banco do Povo chega em boa hora e os empreendedores de Igaratá vão conseguir aqui o suporte para crescerem, desenvolverem e gerar mais emprego e renda, disse.

O secretário de Estado de Emprego e Relações do trabalho, José Luiz Ribeiro, assinalou que desde a sua criação em 1997 o Banco já emprestou mais de 1,9 bilhão de Reais para cerca de 70.000 paulistas, sempre nos municípios que se destacam pelo esforço de seu desenvolvimento. Destacou ainda o potencial turístico de Igaratá, fortalecido agora com a aprovação do MIT nas próximas semanas, garantindo que o Banco do Povo poderá auxiliar hotéis, pousadas, restaurantes e pontos de atração turística com mais recursos e renda para capital de giro, proporcionando assim desenvolvimento para a cidade de Igaratá.

Marcos Wolf, coordenador de empreendedorismo e diretor executivo do Banco do Povo explicou que o crédito pode ser solicitado por Pessoas Físicas e Pessoas Jurídicas, incluindo Produtores Rurais, que desenvolvam atividade produtiva no município, bastando para isso cumprir os requisitos normais de financiamento bancário, assim não tendo que recorrer a outras instituições ou cidades. Condição fundamental é não ter restrições cadastrais no SERASA e CADIN Estadual; ter faturamento bruto de até R$ 360 mil nos últimos 12 meses. Para conquistar o crédito o empreendedor informal (sendo qualquer atividade) necessita de avalista, pessoas físicas sem restrição cadastral e o empreendedor formal, aquele que já tem a sua empresa constituída há mais de dois anos terá a contratação do Fundo de Aval do Estado de São Paulo (FDA), o qual tem por finalidade prover recursos para garantir riscos de crédito.

Prestigiaram o evento o diretor regional do Vale do Paraíba, Marcos Pazzini, a Vice-prefeita Nedi Prianti, a chefe de gabinete Ana Scheiffer, os vereadores Jair Rufino, Tiago Prianti, Emerson Aquino e Andre Jacinto, os secretários: Fábio Prianti, Mauro Siqueira, Juarez Vasconcelos, Vanessa Rabelo, empresários regionais.