Baloeiros no Eldorado

Além de cometer um crime contra o meio ambiente, a algazarra dos baloeiros acaba com a paz do Bairro Jardim Eldorado

Cidades Em 11/09/2020 23:24:57

Por Érica Alcântara

Moradores do Bairro Jardim Eldorado estão cansados de conviver com a soltura de balões. Recorrentemente eles se reúnem no final da Rua Teresinha Lima Bueno e de lá soltam balões de mais de 15 metros de altura.

Segundo os denunciantes, se não bastasse o risco que soltar balões provoca, como atingir alguma residência e incendiá-la, os baloeiros sempre provocam aglomeração com mais de 30 pessoas envolvidas. 

Antes mesmo de amanhecer, lá pelas 5h da manhã, eles já começam a preparar os balões e em meio a grande movimentação de carros e motocicletas liberam também rojões que acordam toda a vizinhança assustada.

“Nós acionamos a Polícia Ambiental, mas eles demoram tanto para chegar que, quando aparecem o balão já sumiu e os baloeiros já estão até terminando o churrasco. É ultrajante”, diz o cidadão que pede ajuda das autoridades para resgatar a paz no final do Jd. Eldorado.

No site da Policia Ambiental é possível registrar denúncias pelo e-mail: ambientaldenuncias@policiamilitar.sp.gov.br

O batalhão mais próximo de Santa Isabel fica em Mogi das Cruzes, telefone (11) 4799-6427, e-mail: 1bpamb5cia2pel@policiamilitar.sp.gov.br

Lei 9605/98 (Lei De Crimes Ambientais)

Art. 42. Fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano:

Pena - detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.